Perto de fim do contrato com Bellator, Lyoto Machida desabafa sobre futuro nas artes marciais

A dias de completar 44 anos, lenda do MMA brasileiro analisa possibilidades após compromisso contra Fabian Edwards, nesta sexta-feira

L. Machida não vence há três lutas pelo Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos maiores nomes na história do MMA brasileiro, Lyoto Machida será um atleta ‘livre’ a partir do momento em que deixar o cage circular, nesta sexta-feira (13). Ex-campeão do UFC, o veterano de 43 anos é um dos destaques do Bellator 281, quando enfrenta Fabian Edwards, na luta co-principal. A poucas horas do confronto, o combatente analisou algumas possibilidades depois de cumprir o último compromisso de seu contrato.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu quis fazer a última luta do meu contrato, e não sei como serão as coisas a partir daqui. Não sei se terei mais oportunidades no Bellator ou em outras organizações”, afirmou Lyoto, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Representante do Bellator desde que deixou o UFC, no fim de 2018, Machida analisa brevemente sobre a sensação de, oficialmente, não calçar as luvas de uma companhia em específico. O lutador, no entanto, garante que o foco está em uma boa performance contra Fabian Edwards.

PUBLICIDADE:

“Ser um atleta sem contrato é bom, porque você está livre para negociar, mesmo que seja para outros esportes. Por outro lado, você meio que perde. Juro que não estou pensando muito nisso. Penso em cumprir bem o contrato”, encerrou.

Ansioso pelo próximo compromisso, Lyoto vive um momento delicado na organização. Com as luvas do Bellator, o brasileiro disputou cinco lutas, vencendo as duas primeiras e sendo derrotado nas três seguintes.

PUBLICIDADE:

Nesta sexta-feira, Machida terá um duro embate pela frente. Caso supere Edwards, o tupiniquim poderá ser inserido no top 5 dos médios (até 83,9kg.) e, caso tenha o contrato renovado, se aproxima de uma disputa de título.

PUBLICIDADE:

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica