Khabib afirma que não pode ser comparado a Charles do Bronx: ‘ninguém nunca tocou meu rosto’

Ex-campeão dos leves, o russo refutou qualquer tipo de comparação e afirmou que o brasileiro 'cai em todas as lutas'

K. Nurmagomedov se aposentou em outubro de 2020, após vencer J. Gaethje. Foto: Reprodução/Instagram

O protagonismo de Charles do Bronx na divisão dos leves (até 70,3 kg), com 11 vitórias consecutivas, incluindo a conquista e uma defesa do cinturão, torna quase inevitável as comparações do brasileiro com Khabib Nurmagomedov, considerado por alguns o maior nome da história da categoria, que deixou o título vago ao se aposentar invicto em 2020. Na opinião de Khabib, no entanto, as comparações não fazem sentido.

PUBLICIDADE:

Durante entrevista à “ESPN norte-americana”, Khabib Nurmagomedov afirmou que não pode ser comparado a Charles do Bronx, alegando que o brasileiro sofre knockdowns em todas as lutas, enquanto ele jamais teve o rosto tocado por um adversário.

“Ele me impressiona um pouco, mas cai em todas as lutas. Isso é um pouco ruim para ele. Na última luta foram quantos? Dois? Três knockdowns? Contra Michael Chandler, Dustin Poirier e Justin Gaethje, ele sempre cai. Ninguém nunca tocou meu rosto e ele cai em todas as lutas, então as pessoas não podem me comparar a Charles Oliveira. Ele perdeu oito vezes no UFC, vamos lá. Jim Miller, Anthony Pettis, Holloway, Felder, era Charles Oliveira quem estava lá, não Khabib. Se você quer merecer ser chamado de o maior peso leve, você tem que bater Islam (Makhachev), Beneil (Dariush), mais alguns caras, aí então podemos conversar”, argumentou o russo.

PUBLICIDADE:

Enquanto é bastante improvável que um dia vejamos Charles do Bronx e Khabib Nurmagomedov resolverem o assunto dentro do octógono, um duelo entre o brasileiro e o principal pupilo do ex-campeão, Islam Makhachev, valendo o cinturão dos leves, é uma possibilidade cada vez mais próxima.

Podcast #69: Alex Poatan brilha e Adesanya sai vaiado no UFC 276