Poirier crê que Do Bronx poderia ter se esforçado mais para perder peso extra em incidente com balança

O brasileiro se tornou o primeiro lutador da história do UFC a perder o cinturão 'na balança' após pesar cerca de 200g acima do limite dos leves

C. Do Bronx em pesagem para o UFC 274. Foto: Reprodução/YouTube @superlutas

Quase um mês depois do UFC 274, realizado no dia 7 de maio, a polêmica envolvendo Charles do Bronx e a balança continua sendo assunto. Na opinião de Dustin Poirier, o brasileiro poderia ter se esforçado mais para perder o peso excedente, que culminou na perda do cinturão dos leves (até 70,3 kg).

PUBLICIDADE:

Vítima de Charles do Bronx na primeira defesa de título do brasileiro, no UFC 269, em dezembro de 2021, Dustin Poirier afirmou, durante participação no podcast “THE FIGHT with Teddy Atlas”, acreditar que o então campeão dos leves seria capaz de cortar o peso excedente (aproximadamente 200g) se colocasse um pouco mais de esforço.

Veja Também

“Ele não estava precisando ser carregado. Ele não estava cambaleando por aí. Ele sempre está muito magro. Ele é comprido e alto, então parece magro. Ele é um cara grande, mas não parecia que precisava de ajuda. Ele ainda tinha vida no corpo. Ele poderia, ao que parece, tentar perder mais peso. Era uma luta de cinturão”, opinou Poirier.

PUBLICIDADE:

Apesar de acreditar que Do Bronx poderia cortar o peso excedente, Dustin Poirier também se posicionou a favor da implementação de balanças digitais nas pesagens do UFC.

“Precisamos de balanças digitais para não ter margem de erro. Não podemos ter um cara manuseando uma balança manual e dizendo que ficamos meia libra acima ou nada do tipo. Precisamos de números exatos. Você sobe em uma balança digital, o número aparece na tela e esse é o seu peso no momento. Não gosto do fato desses caras ficarem manuseando a balança”, finalizou o norte-americano.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano