Desafiada por Ronda Rousey, Gina Carano admite interesse em voltar ao MMA para enfrentar lenda do UFC

Após declaração da ex-campeã do Ultimate, que revelou sonhar com um embate, veterana não descarta possibilidade

R. Rousey (esq.) e G. Carano (dir.) são responsáveis pela difusão do MMA feminino. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Uma das responsáveis pela difusão do MMA feminino no mundo, Gina Carano respondeu a um desafio inusitado de Ronda Rousey. Ao saber da declaração da lenda do UFC, que admitiu o sonho de enfrentar a veterana, a, hoje, atriz, revelou que pode deixar a aposentadoria para enfrentar a ex-campeã do Ultimate. A declaração foi feita em entrevista ao ‘FOX News’.

PUBLICIDADE:

“Quer saber? Nunca deixe isso chegar até mim. Poderia acontecer (a luta). Poderia ser daqui uns seis meses, porque tenho muitos compromissos para cumprir”, disse Carano, não descartando uma volta às artes marciais mistas.

Veja Também

A declaração surpreendente de Ronda aconteceu há pouco mais de uma semana. Longe do MMA desde 2016, quando foi brutalizada por Amanda Nunes na tentativa frustrada de recuperar o cinturão dos galos (até 61,2kg.) do UFC, Rousey afirmou que Gina seria a única atleta que a faria voltar a competir.

PUBLICIDADE:

“Só existe uma pessoa que me faria voltar. Já disse isso algumas vezes, não é uma novidade. A lutadora é Gina Carano. (…) É uma situação de respeito, nada como: ‘fod*-se ela’. Eu a amo. Muito obrigada, Gina, por tudo o que você fez”, disse Rousey, ao ‘The Kurt Angle Show’.

Lenda do MMA feminino, Ronda, hoje, está com 35 anos. A atleta encerrou sua carreira com um cartel de 14 lutas, somando 12 triunfos e dois reveses.

Antiga representante do Strikeforce, Carano teve uma carreira mais curta. Entre 2006 e 2009, a norte-americana, hoje com 40 anos, realizou oito apresentações, triunfando em sete oportunidades. Seu último compromisso foi há mais de 10 anos, quando acabou nocauteada por Cris Cyborg na disputa do cinturão inaugural dos penas.

PUBLICIDADE:

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59