Após Ngannou defender Adesanya, Jon Jones volta a ironizar camaronês e aquece rivalidade

'Bones' diz que feitos de camaronês e nigeriano estão longe de sua caminhada no Ultimate

J. Jones se prepara para sua estreia no peso pesado do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

Ainda trabalhando em sua estreia nos pesados (até 120,2kg.), Jon Jones segue afiado nas palavras. O ‘Bones’ voltou a criticar Israel Adesanya e ironizou a defesa de Francis Ngannou ao campeão dos médios (até 83,9kg.). Ele lembrou, inclusive, de nocaute de Alex Poatan sobre o nigeriano e aqueceu a rivalidade com ambos os atletas.

PUBLICIDADE:

“Olha só, que bonito. O Francis defendendo a ‘Elsa’. Eu poderia tirar mais dois anos sem lutar que vocês juntos não fariam o que eu fiz dentro do octógono. (…) eu não estou impressionado com você e seu amiguinho. Vi você desistir várias vezes e seu amigo quase foi nocauteado na última vez que encarou Alex Poatan. Vocês vão lá e ganhem suas lutas, aí fico impressionado. Até lá, não coloquem meu nome em suas bocas, pois eu estou em outro patamar”, disse Bones em seu ‘Twitter’ oficial.

Veja Também

Desafetos declarados, Francis Ngannou e Jon Jones têm acentuado a rivalidade de olho em um combate pelo cinturão linear dos pesados (até 120,2kg.).

PUBLICIDADE:

Considerado por muitos como o melhor de todos os tempos no MMA, Jones não se apresenta profissionalmente desde fevereiro de 2020. Na ocasião, o norte-americano acabava de defender seu antigo título dos meio-pesados (até 93kg.) contra Dominick Reyes.

Já Ngannou ainda se recupera de lesão no joelho e trabalha por retorno ao Ultimate. O camaronês superou Ciryl Gane em janeiro deste ano, na decisão unânime dos juízes. Ele cogita volta no início de 2023.

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59