Alexandre Pantoja brilha e disputa cinturão de moscas do WOCS

Em luta franca contra Daniel ‘Zé Grilo’, atleta da Nova União finaliza para se garantir na disputa de título

Pantoja finaliza e avança a final do GP do WOCS. Foto: Carolina Correia

Pantoja finaliza e avança a final do GP do WOCS. Foto: Carolina Correia

Alexandre Pantoja está na final do GP de pesos moscas (até 57 kg.) do WOCS. Na 31ª edição do evento, realizada, nesta sexta-feira (01), no Rio de Janeiro, o atleta da Nova União travou uma luta franca diante Daniel ‘Zé Grilo’, mas conseguiu encaixar um justo mata-leão e garantir sua vaga na disputa pelo título. Na decisão, ele encara Jamilson Daduzinho, classificado à final em setembro passado

A 13ª vitória no cartel de Alexandre Pantoja foi em grande estilo. Com troca franca de golpes desde os primeiros segundos da luta, ele e Zé Grilo protagonizaram um combate eletrizante até o segundo minuto do primeiro round, que foi quando o atleta da Nova União encontrou espaço para ajustar um mata-leão e finalizar o combate.

“Foi uma ótima luta, sabia que ele ia buscar a luta no chão porque vem da escola do mestre Cromado. Ele disse que tinha estudado meu jogo, mas acho melhor ele estudar mais”, disparou Pantoja, antes de ficar frente a frente na encarada com Daduzinho ainda no cage do WOCS 31. Porém, a disputa ainda não tem data para ser realizada.

Bicampeão mundial de jiu-jitsu vence apertado

Na terceira vez que subiu no cage, Léo Leite não teve vida fácil. Contra Fábio Morangil, o atleta da Brazilian Top Team teve dificuldades para imprimir seu jogo de quedas e ainda teve que suportar boas joelhadas disparadas por seu adversário.

Na visão dos juízes laterais, a busca incessante de Léo pela queda somada aos golpes que ele conseguiu conectar de pé foram o bastante para vencer por unanimidade, mantendo sua invencibilidade no cartel.

 Filho de ator é superado por pontos

Atleta da RFT, Vitor Oristânio, apelidado de “Leite Ninho”, enfrentou seu segundo desafio na carreira e viu o resultado negativo se repetir. Contra André Minibroca, o filho do ator Giuseppe Oristânio começou bem, mas sucumbiu nos dois últimos rounds ao jogo de quedas de Minibroca e, apesar da torcida do pai na arquibancada do ginásio, acabou derrotado por decisão unânime dos juízes laterais.

Confira abaixo os resultados completos do WOCS 31:

Alexandre Pantoja (Nova União) finalizou Daniel “Zé Grilo” (RFT) com um mata-leão no R1 – Semifinal do GP

Leonardo Leite (BTT) venceu Fábio Morangil (Machado Team) na decisão unânime dos juízes;

Otton Jasse (TFT/Infight) finalizou Hélio Vieira (Relma Team) com um triângulo de mão no R1;

Paulo Cesar Indio (Serpente Thai) venceu Gleidson Poney (PEJOR) na decisão unânime dos juízes;

Chicão “Pezzi” (TFT) finalizou Marcelo Bispo (BPT/Puro Impacto) com um mata-leão no R2;

Handerson Martins (GB Maranhão) finalizou Paulo Silva (BPT) com um mata-leão no R1;

André Lourenço “Minibroca” (Relma Team) venceu Vitor Oristânio “Leite Ninho” (RFT) na decisão unânime dos juízes;

Bruno Koreia (TFT) finalizou Agostino Zas (Baixinho Team) com um mata-leão no R2;

Paulo Ricardo (Relma Team) venceu Ricardo Ambrozini (TFT) por nocaute no R1;

Card Preliminar

Gustavo Ruas (PEJOR) venceu Samuel Silva (GFTeam) na decisão unânime dos juízes;

Antonio Gabriel (TFT/Rocinha) venceu Roberto Oliveira (GFTeam) na decisão unânime dos  juízes;

Cleberson Menor (PEJOR) venceu Eduardo Bahia (Relma Team) por nocaute técnico no R1;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments