De olho em revanche com Volkanovski, Ortega afirma ter sido o adversário mais perigoso para o campeão dos penas

Adversário de Yair Rodriguez no UFC Long Island reforça desejo de nova disputa contra campeão, que o derrotou no fim de 2021

A. Volkanovski (dir.) e B. Ortega (esq.) deram show no UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Destaque na luta principal do UFC Long Island, Brian Ortega terá um confronto decisivo neste sábado (16). Rival de Yair Rodrigez no fim de semana, o atleta vê o compromisso como uma oportunidade para retomar a condição de desafiante ao cinturão dos penas (até 65,7kg.). O plano é superar o adversário para reconquistar uma revanche diante de Alexander Volkanovski.

PUBLICIDADE:

“Pessoalmente, eu adoraria isso (uma revanche com Volkanovski), porque o que vejo é que ele conquistou o cinturão, defendeu e a única pessoa que deu mais trabalho fui eu. Me coloco como o lutador mais perigoso que Alexander enfrentou em sua carreira”, disse Ortega, em entrevista ao ‘Inside Fighting’.

Veja Também

Neste fim de semana, Brian promove sua estreia na temporada 2022. Seu último embate foi justamente contra o australiano, em luta na qual foi superado na decisão dos juízes.

PUBLICIDADE:

Mesmo derrotado por Volkanovski no UFC 266, Ortega acredita que entregou o suficiente para impressionar tanto os fãs, quanto membros do Ultimate. Assim, o combatente se vê com chances reais de voltar a dividir o octógono com o campeão, que tem brilhado com atuações seguras e soma quatro defesas de cinturão.

“Sou um adversário mortal para ele. Obviamente, sempre treinarei para vencer. (…) Penso que tenho as ferramentas para chegar ao meu objetivo, jogando minhas cartas de forma correta. O segredo é como jogarei minhas cartas e bater esse cara”, encerrou.

Destaque dos penas nos últimos anos, Brian busca sua terceira disputa de cinturão organização. Nas duas primeiras, o atleta não conseguiu realizar o sonho de assumir o trono, sendo derrotado por Max Holloway em 2018 e, quase três anos depois, por Volkanovski.

PUBLICIDADE:

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC