Na busca pela revanche, Ortega se frustra ao lembrar momento em que esteve próximo de finalizar Volkanovski

Estrela do UFC Long Island desabafa sobre episódio ocorrido em 2021, em disputa de cinturão contra campeão dos penas

A. Volkanovski (esq.) e B. Ortega (dir.) fazem encarada antes do UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Na busca pela revanche contra Alexander Volkanovski, Brian Ortega ainda não digeriu bem a derrota sofrida para o campeão no fim da temporada 2021. Estrela do UFC Long Island, que acontece neste sábado (16), o antigo desafiante lembrou o episódio em que esteve perto de finalizar o campeão com uma guilhotina. O norte-americano lamenta a resistência do ‘rei’ dos penas (até 65,7kg.) para escapar da finalização.

PUBLICIDADE:

“Eu assistir a luta muitas vezes e penso: ‘como esse cara saiu desse estrangulamento?’. Eu estava por cima, celebrando, para ser honesto. Estava com a guilhotina encaixada e imaginei: ‘Estou prestes a me tornar campeão mundial’. Esperava que ele batesse, mas não aconteceu. Ele saiu e disse: ‘caral**, esse cara é realmente duro’. Depois, ele ficou por cima e estava irritado”, disse Ortega, em conversa com a imprensa no ‘Media Day’.

Após ter sua conquista impedida pela resistência de Alexander, o campeão retomou o controle do confronto. Na sequência, o atleta foi superior e defendeu o título, vencendo na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Neste fim de semana, Brian retorna ao octógono para seu primeiro compromisso após a derrota para Volkanovski. No UFC Long Island, o atleta encara Yair Rodriguez e pode retomar a condição de desafiante, em caso de uma grande apresentação.

Depois de superar Ortega, Alexander conseguiu ampliar sua grande fase. Campeão dos penas desde 2019, o atleta acumula quatro defesas de cinturão e cogita um teste nos leves (até 70,3kg.), na busca pelo segundo título na companhia.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC