Às vésperas de luta no UFC, Amanda Lemos revela motivação para ‘volta por cima’ nas palhas

Brasileira, que vem de derrota sobre Jéssica Bate-Estaca, celebra chance de medir forças contra Michelle Waterson e visa voltar ao top 10 da categoria até 52,1kg.

A. Lemos é representante brasileira no UFC Long Island. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Representante brasileira no UFC Long Island, que acontece no próximo sábado (16), Amanda Lemos está disposta a reescrever seu caminho nas palhas (até 52,1kg.) e sonha com o cinturão. Antes, no entanto, ela afirma ter aprendido com os erros de sua última apresentação diante de Jéssica Bate-Estaca e quer mostrar evolução para o duelo diante de Michelle Waterson.

PUBLICIDADE:

“A luta não foi como eu queria. Estava muito bem preparada e treinei muito, mas não esperava que fosse acabar no primeiro round. Mas a Jéssica (Bate-Estaca) foi melhor e isso só me motivou para voltar à academia e treinar muito mais (…) eu não queria passar muito tempo sem lutar, independente do resultado. Mas me ofereceram a Michelle (Waterson), eu já emendei um camp em outro e foi perfeito”, disse Amanda em entrevista no ‘media day’ do evento.

Veja Também

Ainda sobre o encaixe técnico, Lemos destaca qualidade de Michelle Waterson, mas garante estar pronta para derrotá-la. Ela também revelou desejo de retornar ao top 10 da categoria liderada por Carla Esparza.

PUBLICIDADE:

“Michelle é a décima do ranking, é uma atleta muito dura. Mas ela está em meu caminho e eu quero voltar ao caminho das vitórias e, com certeza, entrar no top 10 novamente. Estou me sentindo super bem e super animada para enfrentá-la”, concluiu.

Profissional desde 2014, ‘Amandinha’, como é conhecida, soma um retrospecto de 11 vitórias, duas derrotas e um empate nas artes marciais mistas. Antes do revés contra Bate-Estaca, ela havia emplacado uma série positiva de cinco resultados positivos.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC