Após nova lesão, Darren Till abre o jogo sobre depressão e comenta rumores de possível aposentadoria

Britânico revela estar vivendo seu pior momento na vida, mas descarta deixar o esporte

D. Till está fora de luta contra J. Hermansson no UFC Londres. (Foto: Reprodução/Instagram)

A fase não está boa para Darren Till. Com apenas uma vitória nas últimas cinco lutas, o inglês se lesionou e precisou se retirar de combate diante de Jack Hermansson, que aconteceria no UFC Londres do dia 23 de julho. Agora, em desabafo sincero, ele falou sobre uma luta contra a depressão e revela estar em seu pior momento na carreira.

PUBLICIDADE:

“Sinto que estou em um momento como o (boxeador) Tyson Fury. Lembra quando ele disse que estava passando por aquela fase de depressão? Eu sinto que é onde estou agora. É muito frustrante para mim ao mesmo tempo, porque eu conheço meu potencial. Eu não estou derrubando ninguém, mas eu sou o melhor e eu sei disso. É deprimente, pois os ‘trolladores’ não me incomodam, mas são apenas comentários dizendo que eu desisti (de lutar). E eu penso algo como: ‘venha para minha academia’. É muito frustrante agora para mim. Estou apenas no ponto mais baixo”, disse Till em participação no ‘Block Assets’.

Veja Também

278106507_3080089665563572_7688575833298783120_n

E não para por aí. Apesar de dizer que não está fazendo uso de drogas ilícitas ou com problemas relacionados às bebidas, Darren declarou que não vive boa fase e, ainda assim, vislumbra uma volta por cima. Ele afirma que não chegou em seu auge na trajetória pelo MMA e rebate comentários sobre possível aposentadoria.

PUBLICIDADE:

“Não estou bebendo ou usando drogas. Não é meu estilo, mas ainda me sinto assim. Eu não sou dessa nova era de ‘Oh, estou deprimido’, saúde mental e todas essas besteiras. Venho de uma era diferente, mas isso faz você se sentir muito f***** assim, cara. Alguns desses comentários chegam até você: ‘Oh, se aposente agora’, o que você quer dizer com se aposentar? O que diabos você está falando? Eu ainda não cheguei em meu auge, sei onde estou”, concluiu.

Antigo prospecto e ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 77 kg), Darren Till vive má fase no UFC. O britânico vem de duas derrotas consecutivas e não vence desde sua estreia no peso médio (até 83,9 kg), contra Kelvin Gastelum, em 2019. Apesar do mau momento, o ‘Gorila’ ainda integra o top 10 da divisão, ocupando a nona posição.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC