De volta ao octógono após quase dois anos, Herbert Burns promete sua ‘melhor versão’ no UFC Long Island

Recuperado de lesão no joelho, adversário de Bill Algeo neste sábado tem estratégia clara para voltar a vencer na organização

H, Burns em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @herbertburns

Recuperado de uma lesão no joelho que o deixou afastado do octógono por quase dois anos, Herbert Burns está de volta, e esbanja confiança. Adversário de Bill Algeo no UFC Long Island, que acontece neste sábado (16), o brasileiro não esconde a determinação de voltar retomar o caminho das vitórias. Em entrevista ao ‘Combate’, o peso pena (até 65,7kg.) explicou o hiato na carreira e falou sobre sua expectativa para o embate.

PUBLICIDADE:

“Foi inevitável a parada, porque foi uma lesão séria no joelho. Tive que fazer uma reconstrução do ligamento do joelho direito, do LCA (Ligamento Cruzado Anterior). (…) Fiquei um tempão fora, mas é assim mesmo, a gente tem que se adaptar, não dá para forçar”, afirmou o atleta.

Sem atuar desde agosto de 2020, quando foi superado por Daniel Pineda e amargou seu primeiro resultado negativo na empresa, o atleta diz ter aprendido com o tropeço. Para este fim de semana, o brasileiro espera mudar o cenário e voltar a sonhar com o topo da divisão até 65,7kg.

PUBLICIDADE:

“A maior lição daquela luta é não tentar bater o peso em seis dias. Essa foi a maior lição, que não bati o peso e ainda perdi a luta. Aprendi na dor. Mas não é porque você perde que está tudo errado, e não é porque você ganha que está tudo certo. (…) Tiveram erros técnicos, mas acho que foram em função da limitação física que vinha tendo, faltava explosão física, faltou força, faltou gás para segurar a posição e para escapar de posição. É só fazer o que vinha sendo feito e a gente tentou ajustar outras coisas que viu ali que estava errado e teve bastante tempo. Trabalhei um pouco mais na trocação que dava para fazer primeiro que o grappling. Acho que o treino foi perfeito e você vão ver uma versão melhor do Herbert Burns nesse sábado”, garantiu.

Promessa brasileira na divisão liderada por Alexander Volkanovski, o atleta chegou ‘com o pé na porta’ no Ultimate. Em suas duas primeiras apresentações, o combatente conquistou um nocaute e uma finalização, sendo os dois desfechos no primeiro round.

No sábado, Burns será o primeiro tupiniquim a subir no octógono. O atleta é destaque no card preliminar. A outra representante do verde-amarelo será Amanda Lemos, que encara Michelle Waterson na luta co-principal.

PUBLICIDADE:

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC