Dana White não confirma continuidade de Hendo no UFC, mas equipe nega aposentadoria

Dirigente diz que renovação de Dan Henderson ainda não é certa, mas técnico brasileiro do lutador diz que ele não irá se aposentar

Equipe garante que D. Henderson (foto) não irá se aposentar. Foto: Eduardo Oliveira

Equipe garante que D. Henderson (foto) não irá se aposentar. Foto: Eduardo Oliveira

Os rumos da carreira de Dan Henderson mudaram drasticamente no último ano. O lutador venceu uma das batalhas mais impressionantes da história do Ultimate diante de Mauricio Shogun e se credenciou para disputar o cinturão dos meio-pesados contra Jon Jones no UFC 151, em setembro de 2012. Mas uma lesão em cima da hora o tirou do show e a organização, de maneira surpreendente, cancelou todo o programa de lutas. Deste fato até os dias atuais, Hendo acumula três derrotas em série e pode não ter seu contrato renovado com o Ultimate.

Dana White, presidente da franquia, revelou que a situação do lutador ainda não está definida, pois o atual compromisso de Hendo com o UFC terminou depois de sua luta diante de Vitor Belfort, no último sábado (09), quando ele sofreu o primeiro nocaute de sua carreira.

“O Hendo foi ao hospital fazer alguns exames e eu não falei com ele. Ele quer fazer um novo contrato, mas nós vamos conversar nos próximos dias e veremos o que acontece”, afirmou o dirigente, que em algumas entrevistas revelou que Henderson deveria se aposentar.

Apesar do desejo de Dana White, a equipe do ex-campeão do Pride e Strikeforce garante que o veterano lutador, de 43 anos, irá continuar lutando. O brasileiro Ricardo Patcho, técnico de jiu-jitsu de Dan, foi quem revelou que continuidade do atleta no MMA.

“Luta é um esporte que temos vitorias e derrotas. Dessa vez o Hendo perdeu e ele está um pouco chateado. Mas não importa o que dizem, ele não irá se aposentar”, disse Patcho.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments