Pettis admite que pode ficar mais de seis meses afastado por lesão

Campeão dos leves, que teve de desistir de sua luta com Josh Thomson, ainda não sabe se irá precisar de cirurgia no joelho

Anthony Pettis UFC on FOX

Anthony Pettis afirmou que poderá ficar pelo menos seis meses afastado do octógono por conta de uma lesão no joelho, que o obrigou a desistir de sua defesa contra Josh Thomson. O lutador, de 26 anos de idade, sofreu a contusão na luta em que derrotou Ben Henderson para conquistar o cinturão, no final de agosto. Porém, a situação se agravou assim que Pettis retornou aos treinamentos.

“Eu fiquei dois bons meses me recuperando, e quando voltei a treinar, dei um chute que me deixou um inchaço feio”, contou o campeão à publicação Milwaukee Journal Sentinel. Por conta da natureza delicada da lesão, Pettis ainda não sabe se irá precisar de cirurgia. Em caso positivo, ele ficaria sem defender o cinturão dos leves pelo menos até maio de 2014.

“Estamos considerando uma cirurgia. Muitos médicos não operam o ligamento cruzado posterior, então ninguém tem uma resposta até agora. Irei a Los Angeles após a luta de meu irmão [Sergio Pettis, no UFC 167 deste sábado] para ter outra opinião”, explicou. “Se eu precisar operar, eu ficaria afastado por seis meses. Se eu fizer fisioterapia, seriam mais quatro ou seis semanas. Espero que eu não precise operar, mas também não quero que esse tipo de lesão continue acontecendo”, concluiu o campeão dos leves.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments