Árbitro da luta, brasileiro Mário Yamasaki diz ter visto vitória de Hendricks sobre GSP

Juiz, no entanto, fez ressalvas às críticas de Dana White após o evento

Yamasaki (ao centro) com Hendricks (dir.) e GSP (esq.) no UFC 167. Foto: Josh Hedges/UFC

Yamasaki (ao centro) com Hendricks (dir.) e GSP (esq.) no UFC 167. Foto: Josh Hedges/UFC

Terceiro homem no octógono durante a luta entre Johny Hendricks e Georges St. Pierre, o árbitro brasileiro Mário Yamasaki fez coro à polêmica sobre o resultado do UFC 167. Em entrevista ao site “MMA Fighting”, Yamasaki disse acreditar que Hendricks foi dominante durante todo o combate e afirmou ter visto vitória do desafiante na disputa pelo cinturão dos meio-médios.

“Estava no octógono, então não posso ver a luta como os juízes viram, mas eu pensei que o Hendricks tivesse vencido. Ele dominou o combate, foi brutal e foi uma surpresa quando eles deram a vitória a St-Pierre. Mas eu não sou juiz lateral e vi a luta com olhos diferentes. Quando a luta terminou achei que o Hendricks tivesse vencido todos os rounds menos o último, mas teria que rever a luta para analisar como juiz”, analisou Yamasaki.

O árbitro brasileiro, porém, não concorda com a reação de Dana White após o combate. “Como dirigente, ele pode dizer o que quiser. Ele nunca fez um curso de juiz, então ele analisa apenas como fã”, ponderou. Na coletiva de imprensa após o evento, White fez duras críticas à Comissão Atlética do Estado de Nevada, responsável pela regulamentação e escolha dos árbitros laterais do combate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário