Modafferi se diz ‘deprimida’ com comentários dos fãs sobre sua estreia no UFC

Participante do TUF 18 foi derrotada por Raquel Pennington no último sábado (30)

Roxanne (esq.) com a companheira de Time Tate no TUF 18 e adversária no sábado Raquel Pennington (dir.). Foto: Reprodução/Roxannemodaferri.net

Roxanne (esq.) com a companheira de Time Tate no TUF 18 e adversária no sábado Raquel Pennington (dir.). Foto: Reprodução/Roxannemodaferri.net

Veterana do MMA há mais de uma década, Roxanne Modafferi aguardou por muito tempo a chance de pisar no octógono mais famoso do planeta. No entanto, a ex-desafiante ao cinturão dos Strikeforce, reconhecida no The Ultimate Fighter por sua simpatia e alegria, ficou decepcionada com a repercussão de sua derrota para Raquel Pennington no último sábado (30), no card principal do TUF 18 Finale.

“Eu tinha três objetivos na luta: fazer as técnicas que meu treinador John Wood me ensinou e ter um bom desempenho; provar que eu mereço estar no UFC; e ganhar a luta. Se fizesse os dois primeiros, o terceiro viria naturalmente. Eu atingi o primeiro objetivo! Alguém que respeito disse: ‘Você pertence a este lugar!’ Fiquei tão feliz que comecei a chorar. Mas então eu li no ‘MMA Underground Forums’ (fórum especializado) muitas opiniões negativas e agora eu estou deprimida. Até meus amigos no fórum que normalmente me apoiavam acham que não mereço. Disseram que minha trocação foi a pior que já viram no UFC. Ah, cara… :(“, escreveu a “Guerreira Feliz” em seu blog pessoal.

Outra questão que incomodou a lutadora foi a forma como os noticiários especializados informaram seu cartel. “Me incomoda muito quando os sites escrevem algo como ‘está é a sexta derrota consecutiva de Roxanne’. NÃO É, cara! Porque eu venci minha luta para entrar na casa (do TUF). Isso não vai para o papel, porque é o TUF. Mas na minha cabeça não são seis lutas seguidas com derrota. Esta foi minha 28ª luta. Eu estou em um sequência de duas derrotas, droga! Existe uma diferença!”, queixou-se. Por fim, Roxanne comemorou o fato de lutar lutado no Ultimate. “Ontem realizei um sonho de longa data. Quando eu sorri para a câmera, não foi forçado. Eu lutei no UFC!”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments