Dana desmente técnico e diz que não pediu desculpas a GSP por críticas

Presidente do UFC afirma que não mudou de opinião sobre luta contra Hendricks, já que ele não assistiu novamente o combate

D. White (foto) confirmou que a maioria dos eventos do UFC acontecerão às quartas-feiras. Foto: UFC/Divulgação

Dana White, presidente do UFC. Foto: UFC/Divulgação

Dana White, presidente do UFC, desmentiu o treinador de Georges St. Pierre, Kristof Midoux, e afirmou que não assistiu novamente à luta entre o canadense e o último desafiante de seu cinturão, Johny Hendricks.

O chefão do UFC foi um dos maiores opositores à polêmica decisão dos árbitros no dia 16 de novembro. Após uma luta de cinco rounds, GSP foi nomeado vencedor, embora boa parte do público tenha avaliado que Hendricks se saiu melhor no combate. Com isso, White não poupou críticas ao ocorrido.

No entanto, Midoux, um dos treinadores mais antigos de St. Pierre, afirmou que o presidente se retratou em um telefonema para o canadense, afirmando que havia assistido novamente o combate e reconhecido que o campeão levou a melhor.

White, porém, rebateu as afirmações e aproveitou para alfinetar Midoux. “Eu ouvi isso, mas não, não é verdade. Eu não assisti à luta [novamente] ainda. Esse cara [Midoux] é como uma das novas irmãs Kardashian: ele surgiu do nada e agora está em todo lugar”, afirmou.

O presidente reafirmou que tem a intenção de ver GSP defendendo seu cinturão novamente contra Hendricks, apesar de o campeão ter expressado seu desejo de se retirar das lutas por um tempo indefinido. “Eu não estou forçando Georges a fazer nada, mas eu quero que ele defenda seu título. Ele já ficou fora por um ano para operar o joelho, então, se as pessoas tem algum problema [com a opinião], eu estou me lixando se elas gostam ou não”, apontou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments