Maximo Blanco se diz envergonhado com desclassificação no TUF 18 Finale

Atleta venezuelano afirma que, por não falar inglês, não compreendeu que tinha sido desqualificado da luta com Corassani

Blanco (direita) é desclassificado da luta com Corassani. Foto: Divulgação/UFC

Blanco (direita) é desclassificado da luta com Corassani. Foto: Divulgação/UFC

Maximo Blanco afirmou estar envergonhado com os acontecimentos do TUF 18 Finale, no último sábado (30 de novembro), quando perdeu por desclassificação para Akira Corassani.

Nos instantes iniciais do combate, o venezuelano desferiu uma joelhada no rosto do rival quando este apoiava o joelho direito no chão. Mesmo o golpe sendo ilegal pelas regras do UFC, Blanco não compreendeu a atitude do árbitro Mario Yamasaki, que interrompeu as ações imediatamente.

Além disso, quando foi desclassificado, Blanco imaginou que, na verdade, tinha vencido a luta. Em entrevista ao canal norte-americano Fox Sports, o atleta afirmou que lamenta o ocorrido. “Eu não falo inglês, então eu não entendi o que o árbitro me disse. Não estou dando desculpas, mas quando a adrenalina está forte, é difícil entender uma língua com a qual não estou familiarizado. Então, quando ele acabou a luta, eu achava que eu venci por interrupção médica”, justificou.

“Eu fiquei com vergonha. Fui me desculpar com Akira e ele me perguntou, em espanhol, o que tinha acontecido. Eu só conseguia pedir desculpas. A joelhada foi intencional, mas foi ilegal, então eu sou o culpado nessa história”, completou Blanco.

O golpe gerou uma fratura no nariz em cinco lugares a Corassani, que classificou o incidente como “estúpido”. Assim, “Maxi” sofreu a quinta derrota de sua carreira, sendo a segunda no UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments