Belfort cita drama familiar e luta por delegacia especializada em desaparecimentos

Irmã do atleta desapareceu há quase dez anos; mãe de Vitor criou petição na internet pela causa

Polícia carioca prende suspeito de sequestrar irmã de Vitor Belfort

Os irmãos Belfort, Vitor e Priscila. Foto: Reprodução/Twitter

Há quase dez anos, a família Belfort vive o drama da incerteza. Em janeiro de 2004, Priscila, irmã do lutador do UFC Vitor Belfort, desapareceu no Rio de Janeiro e desde então não foi encontrada. Apesar da maior suspeita ser mesmo a de que Priscila tenha sido assassinada, o caso segue sem um fechamento até hoje. Nesta terça-feira (03), Vitor veio a público, por meio de sua página no Facebook, pedir a ajuda de seus fãs para a petição organizada por sua mãe, Jovita, no intuito de criar uma delegacia especializada em desaparecimentos.

“Galera, minha irmã vai fazer dez anos de desaparecida em janeiro de 2014. Minha mãe, Jovita, guerreira, está batalhando para criarem uma delegacia especializada em desaparecimentos no RJ e no Brasil. Milhares de crianças, jovens e adultos desaparecem todos os dias no nosso país e passamos anos sem resposta. Nossa Justiça precisa estar atenta a esse tema. Segurança é um direito constitucional e, a cada dia, perdemos um pouco nossa liberdade de ir e vir em segurança. Por favor, assinem a petição. Muito obrigado. Fiquem com Deus”, escreveu Belfort.

A petição está registrada no site especializado “Panela de Pressão”. Até a manhã desta terça-feira (03), cerca de 3.500 pessoas já haviam assinado o requerimento, que está no ar há cerca de um mês e é direcionado diretamente para Martha Rocha – Chefe da Polícia Civil no Rio de Janeiro. O abaix0-assinado pode ser acessado, e assinado, no endereço http://paneladepressao.meurio.org.br/campaigns/362.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments