Comissão Atlética confirma Herb Dean como árbitro da revanche entre Anderson e Weidman

Dean já havia sido o árbitro central do primeiro combate entre o brasileiro e o norte-americano, em julho deste ano

O veterano árbitro Herb Dean será o terceiro homem no octógono na luta principal do UFC 168. Foto: UFC/Divulgação

O veterano árbitro Herb Dean será o terceiro homem no octógono na luta principal do UFC 168. Foto: UFC/Divulgação

Considerado por Dana White o melhor árbitro de MMA do planeta, Herb Dean está confirmado pela Comissão Atlética de Nevada como o árbitro central da revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman, no UFC 168. Curiosamente, Dean já havia sido o terceiro homem no octógono durante o primeiro duelo entre os dois, em julho deste ano. A incomum decisão de escalar o mesmo juiz para os dois combates foi comentada por Keith Kizer, diretor executivo da Comissão Atlética.

“A primeira luta foi bastante estranha e normalmente nós não recomendamos o mesmo árbitro para uma revanche. Mas nós achamos que dessa vez seria bastante apropriado”, disse Keith, em entrevista ao site “MMA Junkie”. Para Dean, arbitrar revanches, no entanto, não chega a ser novidade. O juiz já foi o responsável pela condução dos dois duelos entre Frankie Edgar e B.J. Penn e duas das três lutas entre Junior Cigano e Cain Velasquez, por exemplo.

Além do árbitro central, a Comissão Atlética indicou ainda os também veteranos Junichiro Kamijo, Chris Lee e Patricia Morse-Jarman como juízes laterais para a revanche de Anderson e Weidman. Juiz no UFC desde 2004, Herb também já foi lutador profissional. “The Predator”, como era conhecido, encerrou sua carreira com um cartel de duas vitória se três derrotas. Já como árbitro, Dean teve um episódio marcante logo em uma de suas primeiras lutas no Ultimate. Na disputa do cinturão vago dos pesados entre Tim Sylvia e Frank Mir, foi possível ouvi-lo xingar um palavrão ao notar que o braço de Sylvia havia quebrado durante a finalização, momentos antes de interromper o combate e dar a vitória a Mir.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments