Márcio Tannure rebate acusações de Pezão: ‘Não sou e nunca fui médico dele’

Médico divulgou um comunicado à imprensa norte-americano relatando a sua versão para os fatos apresentados pelo lutador

Márcio Tannure (foto) afirmou que apenas endossou a recomendação do médico de Pezão. Foto: Reprodução/Instagram

Márcio Tannure (foto) afirmou que apenas endossou a recomendação do médico de Pezão. Foto: Reprodução/Instagram

Pouco depois da divulgação do resultado do exame antidoping do UFC Fight Night 33, no qual foi flagrado com níveis de testosterona acima do permitido, Antônio Pezão veio a público e justificou o ocorrido, afirmando que quem ministrou as dosagens do seu tratamento de reposição hormonal (TRT) foi o médico Dr. Márcio Tannure, credenciado pelo Ultimate. Nesta quinta-feira (19), porém, o médico negou qualquer envolvimento com o tratamento do atleta, por meio de um comunicado enviado à imprensa norte-americana.

“Para ser claro, eu não sou e nunca fui o médico do Antônio Silva. Antônio Pezão fez algumas declarações imprecisas na imprensa recentemente sobre as circunstâncias que o levaram a testar positivo para altos níveis de testosterona. Estou enviando este comunicado para esclarecer os fatos relacionados ao meu envolvimento limitado antes desta luta com Mark Hunt. Aproximadamente de sete a dez dias antes da luta, o médico pessoal do Antônio e eu discutimos o fato de que, apesar do TRT, seus níveis (de testosterona) seguiam abaixo do nível terapêutico. Seu médico recomendou que Antônio aumentasse a frequência da dosagem de testosterona, baseado em seus níveis anteriores, e me pediu para que eu comunicasse essa recomendação ao Antônio, o que eu fiz por meio de um e-mail. Também disse a Antônio para entrar em contato comigo se tivesse qualquer dúvida. O médico pessoal de Antônio e eu concordamos que sua última injeção deveria ser tomada em 30 de novembro de 2013, uma semana antes da luta. Também comuniquei isso ao Antônio. Esta foi toda a extensão do meu envolvimento nesse assunto”, diz o texto, reproduzido pelo site “MMA Junkie”.

No último dia 6 de dezembro, Antônio Pezão protagonizou, ao lado de Mark Hunt, um dos maiores combates entre pesos pesados da história do Ultimate. O confronto, instantaneamente aclamado pelo presidente Dana White e boa parte dos fãs, terminou empatado após cinco rounds e foi considerado a “luta da noite” do UFC Fight Night 33. Cerca de duas semanas após o duelo, no entanto, Pezão foi pego no exame antidoping, teve seu bônus de US$ 50 mil (cerca de R$ 116 mil) revertido para Mark Hunt e viu o resultado da luta ser revertido para um no contest (luta sem resultado).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments