Deiveson surpreende ao falar de aposentadoria e abre o jogo sobre estratégia para encarar Moreno

Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS no 'YouTube', brasileiro revela desejo de realizar apenas mais cinco lutas antes de 'pendurar as luvas'

Principal destaque brasileiro nos moscas (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo pode se aposentar cedo do MMA. Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS no ‘YouTube’, o brasileiro revelou que deseja fazer cerca de cinco lutas no UFC antes de se aposentar. Ele ainda quer subir aos pesos galos (até 61,2kg.) antes de ‘pendurar as luvas’ e encerrar sua trajetória profissional.

“Quero fazer mais umas cinco lutas na organização e me aposentar. Os caras estão vindo com força total. Estou com 34 (anos) e eu penso (em aposentadoria). Não em dois anos, mas depois que eu subir nos pesos galos, penso em lutar mais uns três ou quatro anos. O problema de viver a vida de lutador é que a gente quase não tem tempo para a família, se divertir, sair para jantar fora. E eu sinto falta disso. Quero subir para 61,2kg. para que eu possa ficar saudável”, disse Deiveson.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Anderson Silva

Questionado sobre possível desgaste, Figueiredo ainda afirmou que ‘sofre’ para bater 56,7kg. e se desgastou ao longo do tempo. O brasileiro, no entanto, revela tratamento especial para não passar por apuros no peso antes de quadrilogia diante de Brandon Moreno no UFC 283.

“São mais de cinco anos trabalhando na categoria, sofrendo demais. Foram poucas vezes que eu bati o peso tranquilo. Na última vez eu bati saudável e espero continuar. Subi um pouco de peso, mas foi por conta de remédios e lesões que eu tive. Só quero treinar para que o peso desça rápido”, acrescentou o brasileiro.

PUBLICIDADE:

Luta no Rio de Janeiro

Na edição de número 283, o UFC retorna ao Rio de Janeiro e terá como um dos protagonistas Deiveson Figueiredo, que tenta defender o título e marcar o fim da rivalidade contra Brandon Moreno. O paraense volta a atuar no estado após cinco anos, tendo feito sua estreia na ‘Cidade Maravilhosa’ na vitória sobre o também mexicano Marco Beltran.

“É uma cidade bonita, um lugar maravilhoso. Eu estarei muito feliz por voltar a lutar no Rio de Janeiro. É magnífico. Ainda mais se for a luta principal, imagina? (…) eu pensei em subir de categoria, mas estive conversando com o Urijah Faber, com outros treinadores e eles me pediram para eu fazer essa luta. Eu vou fazer a luta, espero bater o peso bem e estar focado. Se for complicado, para mim chega: vai ser a última luta na categoria”, indicou o campeão.

PUBLICIDADE:

Deiveson também é franco para falar sobre sua estratégia ao combate. Já conhecendo o estilo de Moreno, o brasileiro pensa em ‘inovar’ e nocautear, pela primeira vez, seu adversário.

“Sou um cara de muita estratégia e pode ter certeza que estarei bem preparado para ele. A ‘parada’ é nocauteá-lo. Não sei se vai rolar o nocaute, mas (quero) ganhar claramente para que não tenha mais a quinta luta. O cinturão aqui é nosso no Brasil”, concluiu.

Atualmente, a disputa entre Deiveson e Brandon está empatada. Em três lutas, consta um empate e um resultado positivo para cada lado.

PUBLICIDADE:
Leia Mais sobre: , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88