Perto do título, Bruno Souza projeta nocaute contra ex-campeão no Karatê Combat 36

Pupilo de Lyoto Machida, brasileiro prevê 'luta tensa' contra Edgars Skrivers na luta principal do card

B. Souza é protagonista do Karatê Combat 36. Foto: Reprodução/Instagram @karatecombat

Protagonista do Karatê Combat 36, evento que será realizado em Orlando (EUA) no próximo sábado (29), o ex-UFC Bruno Souza encara o ex-campeão Edgars Skrivers para se aproximar de uma disputa de cinturão nos leves (até 68kg.). Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, Bruno prega respeito ao adversário, traça estratégia para o confronto e projeta um nocaute no quarto round.

Veja Também

“Ele é duríssimo, tem 20 lutas de MMA e experiência no Karatê Combat. É ex-campeão e já assistia algumas lutas dele. Anda para frente e a minha melhor versão vai ser conseguir controlar a distância e, toda vez, que ele entrar na distância, vou bater nele. Vai ser uma luta tensa, puxa bastante gás, mas estou preparado. Vai ser uma luta bem ativa, eu imagino (…), vai ser uma luta longa. O ideal é curtir muito, acumular danos e nocautear no quarto round”, analisou Souza.

PUBLICIDADE:

O passo, para Bruno, é muito claro: vencer Edgars Skrivers e já disputar o cinturão contra Luiz Rocha. Ao falar sobre o assunto, o ‘pupilo’ de Lyoto Machida admitiu ter admiração pelo compatriota, mas já se imagina conseguindo cumprir com o objetivo de se tornar campeão da organização.

“Ele que se cuide com o cinturão dele. Se vacilar, estou roubando já. Vou para as cabeças. Para cima dele. É isso que eu quero. Nunca vou assinar com nenhum evento que não seja para me tornar o melhor. Gosto muito dele, tenho muito respeito. Abriu portas para muita gente no Karatê Combat. É o maior nome, mas eu sei, que para conseguir meu objetivo, tenho que chegar e arrancar a cabeça dele”, brincou o brasileiro.

PUBLICIDADE:

Saída do UFC e evolução no Karatê Combat

Promessa brasileira, Bruno Souza teve uma passagem rápida pelo UFC, mas não conseguiu vencer na organização. O ‘Tigre’, como é conhecido, se apresentou em duas oportunidades, sendo superado por pontos em ambas. Agora, ele se diz um ‘lutador melhor’ e citou não ter feito grandes ajustes em seu jogo para ter sucesso em sua nova empresa.

“Não teve muita coisa. Eu achava que iria precisar. Para a minha primeira luta, eu falei que treinaria normal e ver no que dá. E não tem nenhuma diferença. É como se fosse um MMA sem a parte de quedas mais acentuadas. É igual. Quando bota a luva na mão, não tem diferença (…), quando saí do UFC, falei que não tinha nada a perder. Eu tinha um plano de chegar ao UFC o mais rápido possível. Fiz, não deu certo e beleza. Agora, é construir e, se for para voltar, um dia vou voltar. No momento em que eu saí, a cabeça já mudou. Não tenho mais nada a perder, então vamos nos divertir”, concluiu.

PUBLICIDADE:

Pupilo de Lyoto Machida, Bruno Souza foi campeão do LFA e passou pelo UFC. Em agosto deste ano, pela edição de número 35 do Karatê Combat, o brasileiro superou Maciej Tercjak e garantiu oportunidade de encarar Edgars Skrivers em luta que pode colocá-lo em luta pelo cinturão dos leves.

Leia Mais sobre: , , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88