Jungle Favela inova e escala mulher para atuar como announcer

Função ficará ao encargo da rapper Nega Gizza, uma das fundadoras da Central Única das Favelas

Jungle Favela fará edição no dia 17 de maio. Foto: Divulgação

Jungle Favela fará edição no dia 17 de maio. Foto: Divulgação

A próxima edição do Jungle Favela terá uma novidade. Pela primeira vez, o evento contará com uma announcer mulher, com a rapper Nega Gizza sendo a encarregada de convocar os lutadores. O evento será neste sábado (17), sob o Viaduto Negrão de Lima, em Madureira, no Rio de Janeiro.

Nega Gizza é uma das fundadoras da Central Única das Favelas, com quem o Jungle Fight faz parceria na organização dos eventos. Ela se disse honrada com a oportunidade, mas também admitiu o nervosismo em exercer a função.

“É sempre um prazer ter a oportunidade de receber desafios novos. Eu me considero uma mulher com muita proximidade com os homens, em casa sou a única no meio de quatro homens, no meu trabalho também sempre estive rodeado por homens como o [MV] Bill e o Celso [Athayde, demais fundadores da CUFA]. Então, vou achar natural estar no meio dos lutadores”, afirma a rapper, de 36 anos. “Já fiquei assustada quando me falaram que seria transmitido para o país todo. Com certeza vai rolar aquele friozinho na barriga, mas tenho muita segurança em mim e nas minhas lutas sempre saio vencedora”, completou.

A mais nova edição do Jungle Favela tem início previsto para as 20h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo do canal Combate.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments