‘Brasil não está pronto para a Copa’, diz Shogun após assalto no Rio

Ex-campeão do UFC foi abordado por quatro homens, fortemente armados, que levaram seu carro e celular

Shogun (foto) diz que gostaria de enfrentar Lyoto como técnicos do TUF Brasil

Shogun (foto) crítica Brasil após ser assaltado no Rio de Janeiro

O brasileiro Mauricio Shogun passou por um grande susto no final desta semana. O ex-campeão do UFC foi mais uma vítima da violência no Rio de Janeiro quando foi assaltado por quatro homens fortemente armados, um deles com fuzil.

Ainda abalado com a situação, Shogun revelou o drama sofrido e não poupou críticas a segurança do Brasil. Segundo o lutador, o país não está pronto para receber a Copa do Mundo de futebol e que deveria ser preocupar com outros problemas que assombram a população.

Acho que o Brasil não está pronto para a Copa. Um país que sedia a Copa tem que estar pronto na área de saúde, em todas as áreas, na verdade. Realmente o Brasil está em desenvolvimento ainda. Sou fanático por futebol, acompanho desde pequeno, mas eu preferia que o país tivesse bons hospitais e faculdades em vez de ter a Copa. E não adiantar reforçar a segurança e botar Exército nas ruas só durante o torneio. O povo brasileiro merece segurança o ano inteiro, não só durante o evento esportivo “, disse Shogun, em entrevista ao site do canal Combate.

Apesar de dizer que o Brasil está perigoso em todas as cidades, Shogun acredita que o Rio de Janeiro é ainda mais problemático, pois os bandidos estão fortemente armados.

“Acho que o Brasil inteiro está perigoso. Tem que tomar cuidado. No Rio os bandidos usam armamentos ainda mais pesados. Fiquei impressionado quando o cara me apontou um fuzil. É alto o padrão de armamentos dos bandidos. No Rio, em São Paulo, nas metrópoles, o risco é realmente maior”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments