Maldonado lamenta derrota no TUF Brasil 3 Final: ‘Perdi da pior maneira possível’

Caipira de Aço garantiu que não se arrepende de ter aceitado a luta, mas da forma como perdeu para Stipe Miocic

F. Maldonado foi derrotado por Miocic na luta principal do TUF Brasil 3 Final. Foto: Bruno Ferreira/SUPER LUTAS

F. Maldonado foi derrotado por Miocic na luta principal do TUF Brasil 3 Final. Foto: Bruno Ferreira/SUPER LUTAS

A derrota-relâmpago sofrida para Stipe Miocic na luta principal do TUF Brasil 3 Final deixou marcas profundas em Fábio Maldonado. No último sábado (31), o ex-pugilista, que jamais havia sido nocauteado em sua carreira profissional no MMA, acabou derrotado pelo norte-americano em apenas 35 segundos. Bastante decepcionado, Maldonado, que já havia se dito “envergonhado” pelo que aconteceu logo após a luta, voltou a lamentar a forma como o combate transcorreu, mas afirmou que não há desculpas para o o revés.

“Este foi o pior resultado possível. Eu perdi da pior maneira possível. Foi terrível. Um desempenho horrível. Eu não tenho desculpas. Se eu ficasse cansado após quatro ou cinco rounds, eu poderia culpar o fato de ter treinado somente duas semanas para essa luta, mas não foi o caso. Eu não poderia ter me apresentado pior”, afirmou o sempre sincero “Caipira de Aço”, em entrevista ao site “MMA Fighting”.

Fábio ainda avaliou sua mudança de postura, de um atleta que geralmente espera para atuar no contra-ataque para o lutador que tomou a iniciativa no combate. “Eu deveria ter ouvido melhor os meus córners. Eles me disseram: ‘O Miocic trocou socos com o Roy Nelson, ele vai trocar com você’. Mas eu não sei o que estava pensando. Não há desculpas. O Miocic me acertou com uma direita muito pesada. Eu queria pegá-lo logo no início da luta, mas eu devia ter lutado com mais paciência”, analisou.

Mesmo diante de tantas observações, se há uma coisa da qual Maldonado não se arrepende é de ter aceitado a luta contra Miocic. “Eu não me arrependo de ter pego essa luta. Eu me arrependo do jeito que eu lutei. Eu poderia ter feito melhor, lutado de maneira mais inteligente. Eu não sei o que estava pensando. Eu queria mostrar que estava calmo e ele me pegou”, concluiu. Aos 34 anos, Fábio Maldonado agora tem um cartel profissional de 21 vitórias e sete derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments