UFC 174: Demetrious Johnson bate russo e defende cinturão dos moscas; Feijão é derrotado

Em uma luta decidida nos detalhes de cada round, atual campeão bateu Ali Bagautinov na decisão; Feijão foi dominado por Ryan Bader

DemetriousJohnson_X_AliBagautinovO russo Ali Bagautinov foi valente, mas o americano Demetrious Johnson mostrou quem manda na divisão de pesos moscas do UFC.  Em uma luta equilibrada, decidida nos detalhes em cada round, Demetrious defendeu seu reinado pela quarta vez na organização. O duelo foi a atração principal do UFC 174, evento realizado na noite deste sábado (14), em Vancouver, no Canadá.

O programa de lutas do evento contou ainda com dois brasileiros em ação que saíram derrotados. No programa principal, Rafael Feijão foi dominado por Ryan Bader e perdeu na decisão unânime dos juízes. Já card preliminar, outro brasileiro saiu derrotado do octógono. Daniel Sarafian foi surpreendido pelo japonês Kiichi Kunimoto e foi finalizado com um mata-leão.

Johnson x Ali Bagautinov

A categoria de moscas é conhecida pela intensa movimentação e por combates alucinantes. Mas Demetrious Johnson e Ali Bagautinov não seguiram esta linha e fizeram um duelo morno, sem grandes momentos. Porém, bastante equilibrado e bem estratégico.

Bagautinov entrou disposto a evitar a movimentação de Demetrious. Em uma das investidas do campeão, ele chegou ao clinch, colocou Johnson contra as grades e tentou a queda. O norte-americano se defendia bem e golpeava com joelhadas, que mesmo sem contundência somavam pontos. O campeão foi levado ao solo apenas nos instantes finais, mas sem tempo para trabalho do russo.

No segundo round, Johnson voltou mais ativo, acertou golpes e conseguiu escapar do jogo de clinch do rival. Porém, no terceiro assalto a peleja voltou a ficar amarrada. Demetrious trabalhar na velocidade, mas acabou novamente na luta contra as grades. Na metade final, Bagautinov cinturou e aplicou bonita queda, mas não estabilizou a posição, e Johnson voltou a ficar de pé

A história se repetiu no quarto e quinto assalto. Johnson tentando controlar a distância e golpeando no clinch, enquanto Bagautinov, apesar do controle da posição contra as grades, tentava apenas a queda e não era agressivo.

Ao final, vitória de Demetrious Johnson com um triplo 50×45. “Eu sou o rei dessa categoria e vou continuar derrubando todos os que vierem me enfrentar”, disparou o campeão ainda no octógono.

Feijão é dominado por Bader e perde na decisão

Não foi desta vez que Rafael Feijão conseguiu emplacar seu segundo triunfo no UFC. Ryan Bader usou uma estratégia bem traçada e um melhor condicionamento físico para dominar a luta e vencer na decisão unânime dos juízes.

Sem se arriscar na trocação com Rafael, Bader manteve a disputa na média distância e entrava no raio de ação apenas para entrar em queda. Depois de atacar as pernas do brasileiro, o norte-americano não conseguia manter o rival de costas no chão, mas somava pontos e desgastava Feijão. Em uma segunda tentativa, Ryan derrubou novamente o atleta tupiniquim e terminou de guarda passada soltando fortes golpes contra a costela.

No segundo assalto a história se repetiu. Bader evitava a trocação e só encurtava para tentar a queda, quase sempre com sucesso. Em uma das oportunidades que foi derrubado, Feijão tentou se levantar e cedeu as costas. O norte-americano aproveitou e acertou mais golpes.

Com desvantagem na luta, Feijão foi para o tudo ou nada no terceiro round. O brasileiro saiu a caça, acertou bons golpes na trocação e evitou as tentativas de queda do Bader. Após evitar uma das entradas, Rafael tentou uma guilhotina com o norte-americano de quatro apoios, mas sem sucesso. Mesmo assim ele acertou bons golpes.

Apesar do bom início, o brasileiro não conseguiu manter o ritmo da peleja. Depois de conseguir se recuperar dos golpes recebidos, Bader encurtou a distância no clinch, chegou a queda e dominou o rival no solo até o final da peleja.

Ao final os três juízes laterais marcaram a vitória para Ryan Bader por 30×27

Arlovski retorna ao UFC com vitória contestada

O retorno de Andrei Arlovski ao octógono foi com polêmica.  O ex-campeão dos pesos pesados, que não lutava no UFC desde 2008, fez uma luta apática diante de Brendan Schaub, mas mesmo assim saiu com o triunfo bastante contestado pelo rival. Depois de dois rounds com pouca ação, Schaub tomou a iniciativa na última parcial. O finalista do TUF 9 acertou bons golpes, levou para o chão e manteve o Pitbull de costas no chão por um bom tempo.

Ao final dos 15 minutos regulamentares, Andrei Arlovski derrotou Brendan Schaub na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28).

Confira abaixo os resultados completos do UFC 174:

Card principal

Demetrious Johnson derrotou Ali Bagautinov na decisão unânime dos juízes;

Rory MacDonald x Tyron Woodley na decisão unânime dos juízes;

Ryan Bader derrotou Rafael Feijão na decisão unânime dos juízes;

Andrei Arlovski derrotou Brendan Schaub na decisão dividida dos juízes;

Ovince St. Preux derrotou Ryan Jimmo por desistência no R2;

Card preliminar

Kiichi Kunimoto finalizou Daniel Sarafian com um mata-leão no R1;

Valerie Letourneau derrotou Elizabeth Phillips na decisão dividida dos juízes;

Yves Jabouin derrotou Mike Easton na decisão unânime dos juízes;

Tae Hyun Bang derrotou Kajan Johnson por nocaute no R3;

Michinori Tanaka derrotou Roland Delorme na decisão unânime dos juízes;

Jason Saggo derrotou Josh Shockley por nocaute técnico no R1;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments