Ao estilo Suárez, Sonnen confessa ter mordido adversário durante luta

Falastrão revelou que incidente aconteceu durante luta de wrestling e que também já foi mordido durante um combate

Sonnen disse que quer enfrentar 'os caras que têm as maiores vitórias', mas não deixou de provocar Wand

C. Sonnen (foto) se aposentou recentemente do MMA. Foto: Josh Hedges/UFC

Apesar do sucesso da Copa do Mundo de 2014, o lance mais repercutido desta edição do mundial não foi um gol, um drible genial, uma goleada marcante ou um frango de um goleiro. O assunto da primeira fase da Copa no Brasil foi a mordida do atacante uruguaio Luis Suárez no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, que lhe rendeu uma longa suspensão da FIFA. Mas engana-se, quem pensa que este tipo de situação ocorre apenas no futebol. Recém-aposentado do MMA, o norte-americano Chael Sonnen revelou que já viveu uma situação semelhante à de Suárez durante uma de suas lutas.

“Eu nunca tive uma experiência dessas (morder alguém) dentro do octógono, mas já vivi isso dentro de uma luta de wrestling (luta olímpica). Serei bem honesto, já estive em ambos os lados. Sou um cara nebuloso. Meu adversário enfiou o dedo na minha boca e estava tentando me aplicar o antigo ‘fish hook’ (fisgada de peixe), então eu dei nele apenas uma mordida, uma mordida cavalheira, algo apenas para que ele parasse”, contou o lutador durante participação do programa “UFC Tonight”, jornal oficial da organização na TV norte-americana.

Apesar de traçar um paralelo com o ocorrido na Copa, Sonnen tratou posteriormente de distinguir as situações e se posicionar contrário à atitude do Luis Suárez no jogo contra a Itália. “Morder alguém durante o curso de uma luta pelo menos faz algum tipo de sentido, agora andar em direção a um cara e morder o seu ombro por trás é algo muito estranho de se fazer”, questionou o agora ex-lutador profissional de MMA.

Pela mordida em Chiellini, Luis Suárez foi suspenso por nove jogos de competições internacionais e está banido de qualquer atividade ligada ao futebol pelos próximos quatro meses. O atacante inclusive já deixou o Brasil e retornou ao Uruguai. Curiosamente, Chael Sonnen também viveu recentemente uma situação que pode resultar em uma punição disciplinar. O lutador foi flagrado em exame antidoping surpresa antes do UFC 175 e logo em seguida anunciou sua aposentadoria do MMA, principalmente devido ao fim das licenças para uso do TRT no esporte. Longe dos octógonos, Sonnen estreia no evento de submission Matamoris em agosto, contra o brasileiro André Galvão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments