‘Weidman é o melhor médio, mas no sábado tudo pode mudar’, diz Lyoto

Brasileiro destaca maturidade aos 36 anos e minimiza significado de conquistar cinturão na segunda categoria diferente

Machida (foto) enfrentará Weidman no UFC 175. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Machida (foto) enfrentará Weidman no UFC 175. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Prestes a disputar a tão desejada luta pelo cinturão do UFC, Lyoto Machida está com a mente tranquila. O ex-campeão dos meio-pesados, que enfrentará Chris Weidman pelo título dos médios no UFC 175, no próximo sábado (5), evitou criar expectativas sobre uma possível conquista de cinturão na segunda categoria diferente, mas expressou sua total confiança na vitória.

Em entrevista coletiva reproduzida pelo site norte-americano “MMA Weekly”, Lyoto elogiou as habilidades de Weidman, mas garantiu que está preparado para qualquer arma que o campeão venha a apresentar. “Ele é o melhor, é o campeão. Ninguém pode falar nada. Ele é o melhor neste momento, mas no sábado tudo pode mudar”, avisou. “Acho que ele é um lutador completo. Ele vai tentar me atingir, com certeza, mas talvez sua principal meta seja me levar para o chão. Mas estarei pronto para todas as situações.”

Caso derrote Weidman, Machida se juntaria a BJ Penn e Randy Couture como os únicos lutadores a conquistar o cinturão em duas categorias diferentes – Vitor Belfort, outro lutador frequentemente incluído neste grupo, não chegou a conquistar o título dos pesados, mas sim um torneio disputado no peso. Machida, no entanto, não dá muita importância à possibilidade. “Meu principal foco está na minha luta. Conquistar o título em duas categorias seria ótimo para mim, mas não estou pensando nisso agora. Apenas estou pensando em meu oponente e na minha estratégia”, comentou. “Eu tento viver no presente. Para mim, o meu próximo desafio é sempre o meu maior desafio. Não penso naquilo que aconteceu no passado. Para mim, a próxima luta será a mais importante da minha vida.”

Machida também destacou a maturidade que atingiu no atual momento de sua vida e de sua carreira. “Eu estou com 36 anos, sou um cara veterano e já me acostumei a fazer isso. Tenho muitas lutas em minha carreira. Com certeza é um grande evento para mim, um grande desafio, mas estou muito calmo e bem preparado para essa luta”, concluiu.

A luta entre Lyoto Machida e Chris Weidman será a atração principal do UFC 175, que será realizado na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos. No co-evento principal da noite, uma outra disputa de cinturão: Ronda Rousey colocará seu título em jogo contra Alexis Davis.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments