Cigano descarta presença no UFC 179 e projeta retorno contra Miocic em novembro

Ex-campeão dos pesados afirmou que não estaria 100% caso atuasse no card do dia 25 de outubro, no Rio

Cigano (foto) faria sua primeira luta pelo UFC no Brasil em maio. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Cigano (foto) faria sua primeira luta pelo UFC no Brasil em maio. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Desde que Junior Cigano deixou a luta contra Stipe Miocic no TUF Brasil 3 Final em maio devido a uma lesão na mão, há uma enorme expectativa de que o ex-campeão dos pesos pesados faça seu retorno ao octógono em solo brasileiro. Entre os eventos disponíveis, o UFC 179, único pay-per-view do ano no país, era apontado como um dos cards favoritos para o reagendamento do combate. Porém, a data da noite de lutas, que acontece no dia 25 de outubro, tem se mostrado um empecilho para o retorno de Cigano, que ainda projeta voltar somente no mês seguinte.

“Eu via este card de outubro no Rio como uma possibilidade, mas meus treinadores acham que é muito cedo para voltar, porque eu não estou treinando duro ainda e eu preciso me readaptar aos treinos antes de iniciar um camp. Outubro seria cedo demais para mim”, disse o brasileiro, em entrevista ao site “MMA Fighting”. “Vou agendar minha próxima luta quando estiver me sentindo 100% pronto. Eu conversei com Joe Silva e expliquei tudo pra ele. Eu tenho certeza que eu vou estar pronto para lutar novamente em novembro”, completou.

Com relação a seu adversário no retorno, Cigano não parece ter dúvidas de que o caminho certo a ser seguido é mesmo o reagendamento do duelo contra Stipe Miocic. “Miocic está fazendo um bom trabalho, ele vem grandes vitórias. Eu estava focado em lutar com ele antes, treinado para ele. Então, eu acho que seria uma luta boa para mim. Seria uma luta bonita para os fãs também”, analisou.

Aos 29 anos, Junior Cigano tem um cartel profissional de 16 vitórias e três derrotas. Em novembro de 2011, o brasileiro venceu o até então invicto Cain Velasquez e conquistou o cinturão dos pesos pesados. Junior dos Santos defendeu o título apenas uma, contra Frank Mir, vez antes de perdê-lo na revanche contra o próprio Velasquez. Em sua última luta, em outubro do ano passado, Cigano foi derrotado novamente pelo norte-americano de ascendência mexicana, no desfecho da trilogia entre eles.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments