Demian Maia explica lesão que o tirou do UFC FN 49: ‘Saúde vem em primeiro lugar’

Lesão seguida de infecção bacteriana representou a primeira vez em que paulista abandona luta no UFC

Demian (foto) está internado após sofrer infecção bacteriana. Foto: Reprodução/Facebook

Demian (foto) está internado após sofrer infecção bacteriana. Foto: Reprodução/Facebook

Pela primeira vez desde que chegou ao UFC, em 2007, Demian Maia foi obrigado a se retirar de um combate por motivos de lesão. O paulista, que enfrentaria Mike Pyle no UFC Fight Night 49, em Tulsa, Oklahoma (EUA), detalhou a contusão que adiou sua 20ª luta dentro do octógono.

O ex-desafiante pelo cinturão dos médios contou que o problema começou na última semana e se agravou ao longo dos dias seguintes. “No fim da semana passada sofri uma lesão no ombro direito, um edema ósseo, e essa lesão acabou servindo de facilitadora para uma infecção no mesmo ombro por staph [estafilococos], uma forte bactéria, e após tentativas de tratamento não houve alternativa a não ser a internação hospitalar”, explicou o lutador, em sua conta no Facebook.

Maia afirmou que, a fim de diminuir os potenciais riscos da infecção, ele irá permanecer internado no hospital por mais alguns dias. “Essa bactéria se não for controlada rapidamente pode se espalhar por outras partes do corpo, e até órgãos vitais e causar problemas mais sérios ainda. Estou reagindo bem ao efeito dos tratamentos, mas ainda fico internado por mais alguns dias no hospital, com medicação pesada na veia e posteriormente tomando antibióticos até próximo ao que seria o dia da luta, o que se tornaria complicado e perigoso com a perda de peso e tudo mais”, detalhou.

Apesar da gravidade da situação, o sétimo colocado do ranking dos meio-médios disse que tentou até o fim seguir na programação do UFC Fight Night 49. “Essa seria minha luta de numero 20 no UFC e jamais me ausentei de qualquer luta no evento antes. Foi uma decisão muito difícil, e tentamos até o ultimo momento possível permanecer no card. Infelizmente não foi possível, e respeito a decisão da minha equipe e agradeço a compreensão do UFC, já que a minha saúde teve que, é claro, vir em primeiro lugar”, explicou.

Por fim, Maia deu um recado a seus fãs e pediu desculpas pelo ocorrido, inclusive a Pyle, que agora enfrentará Jordan Mein no evento. “Agradeço as mensagens de apoio de vocês, e peço desculpas a todo mundo que estava ansioso pela luta, e ao Mike Pyle pela situação. Já estive do outro lado, sei como é difícil, e fico feliz que ele ainda continua lutando no card e não ‘desperdiçou’ todo o treinamento”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments