Único lutador a derrotar José Aldo volta aos ringues após trocar MMA pela PM

Luciano Azevedo não lutava desde 2011 e vai enfrentar Jeferson dos Santos no Shooto 49, no dia 27 de agosto

Luciano Azevedo tem um cartel profissional de 16 vitórias, nove derrotas e um empate. Foto: Reprodução/Facebook

Luciano Azevedo tem um cartel profissional de 16 vitórias, nove derrotas e um empate. Foto: Reprodução/Facebook

Apesar de ter um cartel que não impressiona pelos números (16-9-1), o carioca Luciano Azevedo por se orgulhar de possuir uma marca única no MMA: ter sido até hoje o único atleta a derrotar o campeão dos penas do UFC José Aldo em uma luta profissional. Apesar do feito, o atleta de 33 anos havia deixado o esporte para se dedicar à carreira na Polícia Militar e não lutava desde 2011. Porém, no próximo dia 24 de agosto, o hiato chega ao fim. Na data, Luciano retorna às artes marciais mistas e enfrenta Jeferson dos Santos no Shooto 49.

A volta ao cage, no entanto, não deve causar tanto estranhamento ao policial, já que a edição do Shooto será especial e dedicada ao Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, o BOPE, e inclusive recebe o nome de “Shooto 49: Fight for BOPE 4”. O evento acontece no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), e será encabeçado pelo duelo entre Luiz “Besouro”, participante do TUF Brasil 2 e ex-atleta do UFC, e Carlos Alexandre “Índio”, ex-campeão do Shooto e que teve passagem pelo Bellator.

O encontro de Luciano Azevedo e José Aldo no ringue aconteceu na terceira luta do card do Jungle Fight 5, realizado em novembro de 2005. Na ocasião, Azevedo acabou finalizando Aldo com um mata-leão no segundo assalto. Aquela seria a sexta de nove vitórias consecutivas que Luciano teve entre 2004 e 2006, o que lhe rendeu inclusive uma luta no extinto PRIDE. Porém, desde a incursão no evento japonês, o hoje PM passou a ter um histórico mais irregular. Já Aldo, venceu as 17 lutas que fez desde aquela finalização e conquistou os cinturões do WEC e do UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments