Com US$ 100 mil, TJ Dillashaw lidera folha de pagamentos do UFC 177

Campeão dos galos recebeu o maior salário do evento que marcou sua primeira defesa de cinturão no UFC

Dillashaw (foto) levou o maior salário do UFC 177. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Dillashaw (foto) levou o maior salário do UFC 177. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

TJ Dillashaw recebeu o maior salário do UFC 177, evento realizado no último sábado, 30 de agosto, na cidade de Sacramento, na Califórnia (EUA). O campeão dos galos do UFC, que fez sua primeira defesa de cinturão contra Joe Soto, embolsou US$ 100 mil de salário, sendo metade pela apresentação, metade pela vitória conquistada.

O desafiante, que aceitou o combate em cima da hora após os problemas sofridos por Renan Barão durante o corte de peso, levou para casa US$ 20 mil. Apesar de ter feito a luta principal da noite, Soto não ficou em vantagem salarial em relação aos brasileiros que participaram do evento.

Bethe Correia, que derrotou Shayna Baszler por nocaute técnico, recebeu US$ 24 mil pelo combate. Já Carlos Diego Ferreira, que nocauteou Ramsey Nijem, levou US$ 20 mil.

Os valores declarados não incluem os bônus distribuídos no evento. Confira a lista completa:

TJ Dillashaw: US$ 100 mil
Joe Soto: US$ 20 mil

Tony Ferguson: US$ 40 mil
Danny Castillo: US$ 36 mil

Bethe Correia: US$ 24 mil
Shayna Baszler: US$  8 mil

Carlos Diego Ferreira: US$ 20 mil
Ramsey Nijem: US$ 18 mil

Yancy Medeiros: US$ 24 mil
Damon Jackson: US$ 8 mil

Derek Brunson: US$ 44 mil
Lorenz Larkin: US$ 28 mil

Anthony Hamilton: US$ 16 mil
Ruan Potts: US$ 10 mil

Chris Wade: US$ 16 mil
Cain Carrizosa: US$ 8 mil

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments