Lutador que teve combate cancelado no UFC 177 tem casa assaltada nos EUA

Anthony Birchak, que enfrentaria Joe Soto no sábado (30), disse que ladrões levaram anel que ganhou ao conquistar título

Anel de Birchak (foto) foi roubado no último sábado. Foto: Reprodução/Facebook

Anel de Birchak (foto) foi roubado no último sábado. Foto: Reprodução/Facebook

Para o peso galo do UFC Anthony Birchak, o último fim de semana foi definitivamente para esquecer. O lutador faria sua tão aguardada estreia no Ultimate no sábado, 30 de agosto, UFC 177, mas seu combate contra Joe Soto foi cancelado de última hora, já que seu oponente foi promovido à luta principal da atração com os problemas sofridos por Renan Barão. Além de ter de lidar com a frustração de ver a luta sendo cancelada, Birchak teve uma surpresa nada agradável ao voltar para sua cidade natal, Tucson, Arizona (EUA): sua casa havia sido assaltada.

Birchak contou a notícia em sua conta no Twitter. “Uau! Se o fim de semana não podia ficar mais f*****, acabei de chegar em casa e descobri que fomos roubados!”, escreveu o lutador, que comentou que os itens levados pelos ladrões incluíam joias, brinquedos de criança, televisores, comida e o anel que ganhou quando se sagrou campeão do evento Maximum Fighting Championship.

Aos 28 anos de idade, Birchak abriu mão do título do MFC para assinar com o Ultimate. Seu cartel no MMA é de 11 vitórias e apenas uma derrota, sofrida em setembro de 2011.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments