Na TPM, Jéssica Andrade conta como é administrar as emoções antes de luta no UFC

Lutadora paranaense entrou ‘naqueles dias’ pouco antes de enfrentar Larissa Pacheco no UFC Brasília

J. Andrade (foto) enfrentará compatriota em Brasília. Foto: Josh Hedges/UFC

J. Andrade (foto) enfrentará compatriota em Brasília. Foto: Josh Hedges/UFC

Jéssica “Bate Estaca” Andrade, que enfrentará Larissa Pacheco no UFC Brasília, terá de enfrentar mais uma adversária nessa semana: a TPM. A lutadora contou como é administrar as emoções a poucos dias de subir mais uma vez no octógono e comentou qual é a sensação de voltar a lutar no Brasil depois de três lutas no exterior pelo UFC.

“Eu estou de TPM, começou hoje. Sinistro! Tive até que tomar um remediozinho para cólica que estava terrível. Mas ser mulher não tem jeito, a gente é diferente. A gente vai carregar isso pro resto da nossa vida. Eu já lutei na TPM uma ou duas vezes e coitada da menina! Fiquei com dó dela, bati demais! Mas é se concentrar, usar a estratégia e ir”, disse a lutadora, que tem duas vitórias e uma derrota no UFC.

“Graças a Deus eu nunca me descontrolei a ponto de chorar, mas se eu estiver vendo alguma coisa na televisão que me cause emoção, eu começo a chorar! Aí eu seguro as lágrimas. Mas sempre antes de entrar, no corredor, me vem aquela emoção e eu sinto vontade de chorar. Mas ali é a hora da concentração”, continuou a lutadora paranaense.

Confira o vídeo com a entrevista de Jéssica Andrade:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments