Le se diz surpreso com doping e questiona ‘alta imprecisão’ de exames realizados

Lutador vietnamita se diz inocente e revela que foi aprovado em todos os testes antes e depois da luta com Bisping

C. Le (foto) se disse inocente após ser flagrado no doping. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Le (foto) se disse inocente após ser flagrado no doping. Foto: Josh Hedges/UFC

Flagrado no exame antidoping com um alto nível de hormônio de crescimento (GH) em seu organismo, Cung Le questionou o resultado e se mostrou surpreso com o exame, realizado após sua luta mais recente, quando foi nocauteado por Michael Bisping no UFC Macau, no mês passado.

O vietnamita, que foi suspenso por um ano pelo UFC pelo ocorrido, relatou que foi aprovado em todos os testes que havia feito antes e até mesmo depois do combate. “Eu fiquei completamente surpreso com os resultados do meu recente exame antidoping. Fui informado pelo UFC que passei nos exames pré e pós lutas que fiz, assim como na maioria dos exames de sangue, com a única anormalidade sendo um nível elevado de hormônio de crescimento. Testei negativo para anabolizantes, estimulantes, diuréticos e agentes mascarantes, e meu nível de testosterona estava dentro dos limites da WADA [Agência Mundial Antidoping]. A Comissão de Nevada aprovou meus exames de urina e sangue coletados antes e depois da luta, o que faz com que esse resultado seja difícil de aceitar como o correto”, argumentou Le, em depoimento divulgado pela empresa que gerencia sua carreira.

O lutador, de 42 anos de idade, também apontou para a “alta taxa de imprecisão” dos exames feitos atualmente para detectar o nível de GH no organismo e declarou ser inocente. “Fui informado que há muitas razões possíveis para que o nível de GH exceda o que é permitido de forma desconhecida e meus médicos estão pesquisando essas possibilidades, o que pode incluir um problema de saúde muito mais sério. Também fui informado sobre a falta de confiabilidade nos atuais exames de GH e sua alta taxa de imprecisão. Quero reiterar aos meus fãs que eu não tomo substâncias que melhoram a performance ou qualquer coisa que aumente o meu nível de GH”, concluiu.

Os exames antidoping do UFC Macau foram conduzidos pelo próprio Ultimate, já que não há uma comissão atlética no local para realizar os testes. Originalmente, a organização anunciou que o lutador havia sido suspenso por nove meses, mas depois corrigiu a informação, com a suspensão sendo de um ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments