‘Ronda Rousey ainda não provou ser a melhor lutadora’, avalia Bethe Correia

Brasileira quer destronar o Four Horsewomen e esnoba elogios da campeã: ‘Dela quero só o cinturão’

B. Pitbull (foto) está invicta em sua carreira. Foto: Josh Hedges/UFC

B. Pitbull (foto) está invicta em sua carreira. Foto: Josh Hedges/UFC

O retrospecto de Ronda Rousey no MMA pode ser considerado incontestável: em dez lutas, a norte-americana conquistou dez vitórias, sendo todas elas por nocaute ou finalização e apenas uma indo além do primeiro round. Porém, há quem não esteja impressionada com tal currículo, como é o caso de Bethe Pitbull Correia.

A brasileira não considera Ronda como a melhor lutadora de MMA da atualidade e quer provar isso assim que o UFC escalá-la para disputar o cinturão. “A única coisa que eu reconheço nela como atleta é o que ela fez para o MMA feminino. Mas, mesmo sendo a campeã do UFC, ela não provou que é a melhor lutadora. Ela apenas provou ser a melhor lutadora de judô no MMA. Eu vou mostrar que tenho um jogo mais completo, verdadeiramente de MMA”, comentou Bethe, em entrevista ao site da emissora norte-americana “FOX Sports”.

Recentemente, Bethe vem alimentando uma rivalidade com o Four Horsewomen, grupo de treinamentos que inclui Ronda, Jessamyn Duke e Shayna Baszler, as últimas duas derrotadas pela brasileira. A brasileira destacou que quer concluir sua missão ao destronar a líder. “Eu já provei para o mundo que o Four Horsewomen é uma grande piada. Eu só preciso concluir o meu trabalho contra a número um, a líder. Estou só esperando o UFC me dar essa chance para que eu possa acabar com esse grupo de uma vez por todas e mostrar quem é a mulher que veio para ficar, sendo a única a se aposentar invicta”, prometeu.

Por fim, ela fez pouco caso dos elogios de Ronda, que afirmou que a brasileira estava sendo inteligente para se promover. “Eu agradeço se ela disse algo de bom sobre mim, mas eu não estou muito interessada em seus elogios. Dela quero só o cinturão”, afirmou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments