Cyborg se garante e diz que pode nocautear ou finalizar Ronda

Brasileira, que descerá para o peso galo em dezembro, foi alvo recente de novas críticas da campeã do UFC

 

C. Cyborg (foto) é bicampeã mundial de jiu-jitsu. Foto: Strikeforce/Reprodução

C. Cyborg (foto) é bicampeã mundial de jiu-jitsu. Foto: Strikeforce/Reprodução

Alvo recente de novas críticas por parte de Ronda Rousey e apontada como maior ameaça à hegemonia da campeã do UFC, a brasileira Cris Cyborg está bastante confiante em suas habilidade contra a rival. Em entrevista, Cyborg lembrou seus títulos no jiu-jitsu e garantiu que apesar do seu estilo nocauteador tem condições de finalizar Ronda.

“Eu gosto de lutar em pé e não vou dizer que vou querer derrubar a Ronda. Tem gente que pensa que eu não tenho jiu-jitsu, pelo fato de ser uma nocauteadora. Mas as pessoas esquecem que eu sou duas vezes campeã mundial de jiu-jitsu na faixa roxa e peguei a minha faixa marrom, um ano depois. Eu vou nocautear a Ronda, mas se eu tiver a oportunidade de finalizá-la, irei fazer isso”, declarou a curitibana à “Submission Radio”.

Aos 29 anos, Cristiane Justino tem um cartel profissional de 12 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado. Cris “Cyborg”, como é conhecida, foi campeã peso pena do extinto Strikeforce e é a atual detentora do cinturão até 66 kg do evento Invicta FC. Em dezembro, a brasileira estreará na categoria peso galo, a mesma de Ronda Rousey, contra adversária ainda a ser definida.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments