Brasil volta a ter boxeadores lutando pelo título mundial

Desde a aposentadoria de Acelino Popó, Brasil volta a ter grandes nones na nobre arte, bem perto do cinturão das principais organizações do mundo

Francis Ngannou Tyson Fury Instagram 2

Brasil volta ao topo do Boxe mundial em 2024?

Desde a aposentadoria de Acelino “Popó” Freitas, na primeira década dos anos 2000, o boxe brasileiro viveu um período bastante apagado. Nos últimos anos, porém, grandes pugilistas surgiram no país e têm conseguido destaque internacional, lutando, inclusive, por cinturões importantes. Dessa forma, muitos fãs da nobre arte têm utilizado o Codigo bonus bet365 para tentar prever se em breve teremos um novo campeão mundial.

O renascimento do boxe brasileiro passa pelo belo trabalho que vem sendo realizado no amadorismo, focado em produzir pugilistas de alto nível para as Olimpíadas.

PUBLICIDADE:

Desde 2012, na disputa de Londres, o Brasil conquistou medalhas olímpicas no boxe em todas as edições. Naquele ano, no masculino, os irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão ficaram com a prata a o bronze, respectivamente. Adriana Araújo também conseguiu o bronze, consagrando uma excelente participação brasileira.

Após as Olimpíadas, os irmãos Falcão se profissionalizaram e passaram a fazer lutas importantes mundo afora. O mesmo caminho foi feito por Robson Conceição (ouro em 2016) e, mais recentemente, Hebert Conceição (ouro em 2020).

PUBLICIDADE:

Com isso, o Brasil “ganhou” diversos pugilistas de alto nível, que estão fazendo combates interessantes com alguns dos principais nomes da nobre arte do mundo. Mas nessa lista ainda tem Patrick Teixeira, que ao contrário dos demais, não fez carreira no amadorismo.

O boxeador catarinense se profissionalizou cedo e, após vencer muitos obstáculos, tornou-se campeão mundial em 2019, ao derrotar o dominicano Carlos Adames, por pontos, na disputa do cinturão dos super-meio-médios da Organização Mundial de Boxe (OMB).

PUBLICIDADE:

Teixeira tornou-se, assim, o quinto brasileiro da história a ser campeão mundial de boxe. Posteriormente, ele acabou perdendo o cinturão para o argentino Brian Castaño, mas o Brasil tem boas chances de voltar ao topo da nobre arte.

Esquiva Falcão e Robson Conceição, aliás, já travaram duelos pelo título mundial. O segundo esteve bem perto de conseguir o cinturão.

Isso porque Conceição já lutou três vezes contra campeões mundiais e, na primeira delas, frente a Oscar Valdez, acabou perdendo por pontos. O resultado, porém, gerou muita controvérsia, pois diversas pessoas enxergaram uma vitória do brasileiro.

PUBLICIDADE:

Já na terceira disputa de cinturão, Conceição empatou com o mexicano Emanuel Navarrete e, dessa forma, o título permaneceu com o campeão.

Mas isso mostra que a atual geração brasileira conta com grandes boxeadores, e é possível que em breve tenhamos o sexto campeão mundial.

O pugilismo vive um momento de ascensão no país e eventuais triunfos poderão fazer com que o boxe ganhe ainda mais projeção. A verdade é que a modalidade tem tudo para andar lado a lado com o MMA, com ambas lapidando talentos e produzindo lutadores de alto nível.

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre:


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297