‘Se quiser me chamar de matador de brasileiros, fique à vontade’, diz Phil Davis

Norte-americano, que já derrotou quatro atletas do país, medirá forças com Glover Teixeira no UFC 179

P. Davis (foto) enfrentará Glover no Brasil. Foto: Josh Hedges/UFC

P. Davis (foto) enfrentará Glover no Brasil. Foto: Josh Hedges/UFC

O combate contra Glover Teixeira no UFC 179, no dia 25 de outubro, não será a primeira vez de Phil Davis no Brasil. O norte-americano, aliás, já veio ao país por duas vezes para competir no UFC, tendo saído vencedor em ambas, contra Wagner Caldeirão, em 2012, e Lyoto Machida, em 2013.

Além disso, Davis mantém um retrospecto invicto contra lutadores brasileiros, também superando Rogério Minotouro e Vinny Magalhães. Tal histórico deixou “Mr. Wonderful” aberto a receber um novo apelido: o matador de brasileiros.

“Eu não vou me chamar de matador de brasileiros, mas, se alguém quiser me chamar assim, fique mais do que à vontade”, comentou Davis, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”. “Eu sempre tenho boas performances quando estou no Rio. Espero que essa não seja minha última vez no Brasil. Amo o Brasil, amo o Rio. A viagem longa não me aborrece.”

O apelido “Matador de Brasileiros” (“Brazilian Killer”, em inglês), apareceu no MMA no início dos anos 2000. O norte-americano Alex Stiebling emendou seis vitórias seguidas contra brasileiros, incluindo contra Allan Góes e Wallid Ismail no PRIDE. Contudo, em 2002, Stiebling foi derrotado por nocaute técnico para Anderson Silva após sofrer um grande corte originado por uma canelada. Depois disso, ele também perdeu para Rogério Minotouro (2004) e Murilo Ninja (2009).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário