Após ataque de fúria e xingamentos no Twitter, narrador do UFC se desculpa com fãs

Mike Goldberg teve estreia desastrosa na transmissão nacional da NFL e acabou cortado do cargo pela FOX

Mike Goldberg antes da fatídica transmissão da NFL. Foto: Reprodução/Twitter

Mike Goldberg antes da fatídica transmissão da NFL. Foto: Reprodução/Twitter

Quando o canal norte-americano FOX anunciou sua equipe de narradores para a atual temporada da NFL (Liga de futebol americano), a grande surpresa ficou por conta de Mike Goldberg, que há mais de uma década comanda as transmissões do UFC ao lado de Joe Rogan. Porém, a estreia de Goldberg no esporte mais popular dos Estados Unidos em TV aberta nacional, ocorrida no último domingo (12) durante a partida entre Detroit Lions e Minessota Vikings, só pode ser definida em uma palavra: catastrófica.

Logo na primeira jogada da partida, o narrador já se confundiu no posicionamento da bola. A sequência de erros foi longa, e incluiu pronúncias erradas nos nomes dos atletas e treinadores,  novos equívocos no posicionamentos de campo da bola e também no número de decidas, e até mesmo o erro ao citar o local onde o jogo era realizado. Entre as gafes mais marcantes, destacou-se o momento em que Goldberg confundiu os wide receivers Greg Jennings e Golden Tate, por usarem o mesmo números em seus respectivos times, demonstrando não conhecer visualmente nem mesmo os líderes de recepções de cada equipe.

Em tempos de internet e feedback instantâneo, é claro que a série de trapalhadas não passou impune. E o teor dos comentários nas redes sociais não foi muito positivo. Enquanto alguns torcedores optaram pelo humor para satirizar o desempenho de Mike Goldberg em sua estreia nos microfones da NFL, outros foram mais duros e chegaram a classificar sua atuação como “a pior narração já vista na história deste esporte”.

Os comentários, é claro, não deixaram Goldberg satisfeito, mas sua reação foi tão desastrosa quanto a própria narração. Em um ataque de fúria, o narrador se dirigiu a alguns fãs no Twitter, chamando-os de “idiotas” ou xingando-os com palavras de baixo calão e até, em tom de ameaça, dizendo a um deles que “não o fizesse mais perder seu tempo”. Como é de se imaginar, a reposta não foi bem vista e tornou a situação ainda pior.

Nesta terça-feira (15), visivelmente mais calmo, Mike Goldberg usou novamente seu perfil no Twitter, mas desta vez para se desculpar pelo ocorrido. “Eu só quero me desculpar com todos na FOX e todos os demais por meu lapso momentâneo em razão da transmissão de domingo. Eu deixei alguns caras mal-intencionados me incomodarem e eu deveria ser ‘cascudo’ ao invés de reagir tão rápida e emocionalmente. Eu não quero ser uma distração para a próxima transmissão de domingo, então nós entramos em um acordo mútuo de que seria melhor ficar de fora desta vez. Não estou feliz com isso pessoalmente, mas, profissionalmente, sei que é a coisa certa a se fazer depois de um erro meu. Obrigado a FOX e aos demais pela compreensão”, desabafou.

Como adiantado pelo próprio Mike Goldberg na rede de microblogs, ele está fora da transmissão do jogo entre Buffalo Bills e Minessota Vikings, no próximo domingo (18). Para o seu lugar, a FOX convocou o veterano Tim Brando, que fará companhia ao comentarista Brendon Ayanbadejo e o repórter Peter Schrager, mesma equipe de Goldberg em sua estreia. A confusão na NFL, no entanto, não afeta absolutamente nada no trabalho do narrador no Ultimate e, até segunda ordem, ele está confirmado no Rio de Janeiro (RJ) para a transmissão do UFC 179, no próximo dia 25 de outubro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments