Pettis esbanja confiança para luta com Melendez: ‘Não o vejo como uma grande ameaça’

Mais de um ano afastado do octógono, campeão dos leves quer fazer apresentação marcante no UFC 181

A. Pettis (foto) se recuperou de uma lesão no joelho. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Pettis (foto) se recuperou de uma lesão no joelho. Foto: Josh Hedges/UFC

O campeão dos leves do UFC, Anthony Pettis, não está muito preocupado com sua primeira defesa de cinturão. No dia 6 de dezembro, no UFC 181, “Showtime” enfrentará Gilbert Melendez, a quem classifica como um oponente que não leva grandes perigos.

Pettis avalia que a única maneira com que Melendez se sobressai é impondo seu ritmo ao longo dos cinco rounds. O desafiante não finaliza uma luta há mais de três anos, quando bateu Tatsuya Kawajiri por nocaute técnico ainda no Strikeforce.

“Gil é um oponente duro. Ele é um daqueles caras que gosta de lutar. Pudemos vê-lo na luta contra Diego Sanchez soltando bombas, e a luta com Ben Henderson durou cinco rounds. Mas eu não o vejo como uma grande ameaça. Ele não nocauteia ninguém, não finaliza ninguém. Ele vai lá e mantém o mesmo ritmo durante toda a luta, então eu tenho que quebrá-lo e me assegurar de que ele não irá durar cinco rounds comigo”, disse Pettis, em entrevista ao site oficial do UFC.

O combate marcará o retorno de Pettis ao octógono após um ano e quatro meses. Por isso, o campeão quer garantir que terá uma apresentação marcante perante o público. “Eu preciso ir lá e lembrar a todos de quem eu sou. Os fãs de MMA têm muitas lutas para assistir, então eles se esquecem de tudo muito rapidamente. Fiquei um ano fora, então preciso voltar lá e lembrá-los novamente”, concluiu.

De olho no cinturão: veja quem está no top 10 dos leves

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments