‘O TJ tirou o meu sono e eu vou virar o pesadelo dele’, promete Barão

Apesar de 2014 problemático, atleta garantiu estar ‘motivadão’ para fazer sua primeira luta pelo UFC no Brasil

Barão (foto) não luta no Brasil desde 2010. Foto: Divulgação/UFC

Barão (foto) não luta no Brasil desde 2010. Foto: Divulgação/UFC

Prestes a fazer sua primeira luta pelo UFC no Brasil, Renan Barão está disposto a esquecer todos os problemas pelos quais passou durante o ano de 2014, quando perdeu o cinturão dos galos do Ultimate e ficou de fora da revanche com um problema de saúde de última hora.

O brasileiro, que enfrentará Mitch Gagnon no UFC Barueri, em dezembro, garantiu que está totalmente motivado para retomar seu caminho às vitórias. “O meu coração está pedindo para lutar! Estou muito feliz de ter essa oportunidade de lutar no Brasil. Nunca lutei no Brasil pelo UFC, então estou muito feliz com a oportunidade e lutar diante do meu povo. Estou motivadão para sair na mão e poder lutar para esse povo maravilhoso”, destacou Barão, em entrevista ao site oficial do UFC.

Além de almejar um retorno triunfal ao UFC, Barão também mira vingar a derrota sofrida para TJ Dillashaw em maio. “O TJ está engasgado. Infelizmente eu tomei aquela pancada no começo da luta e não lutei o que tinha que lutar. Na outra vez aconteceu o que aconteceu, mas pode ter certeza que ele tirou meu sono e eu vou virar o pesadelo dele”, prometeu.

Na revanche que faria com Dillashaw em agosto, Barão passou mal enquanto cortava peso e foi retirado do evento em sua véspera. Desta vez, o atleta garantiu que mudará seu procedimento de perda de peso para evitar novos problemas. “Com certeza, eu vou chegar bem mais leve, no peso agora. Vou tentar me manter dentro do limite da categoria para não acontecer o que aconteceu”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments