St. Pierre: ‘Nick Diaz errou ao aceitar luta contra Anderson Silva no peso médio’

Canadense ainda lembrou seu próprio duelo contra o norte-americano e aconselhou o Spider

N. Diaz (dir.) é um velho conhecido de GSP (esq.). Foto: Josh Hedges/UFC

N. Diaz (dir.) é um velho conhecido de GSP (esq.). Foto: Josh Hedges/UFC

Aposentado desde de março do ano passado, após a derrota para Georges St. Pierre, Nick Diaz havia garantido que só voltaria a lutar caso lhe fosse oferecida um combate pelo cinturão ou uma superluta. E foi exatamente o que aconteceu, quando no último mês de julho a organização do Ultimate anunciou que ele retornaria ao octógono no dia 31 de janeiro de 2015 contra o ex-campeão Anderson Silva, na luta principal do UFC 183. No entanto, seu último adversário, St. Pierre, acredita que Diaz fez uma má escolha ao aceitar o duelo contra o Spider nos termos propostos.

“Pra te dizer a verdade, eu talvez desse Diaz como favorito se a luta fosse em peso combinado. Porque em cinco rounds, o Diaz é um lutador bem durável. Eu vi ele em diversas situações complicadas e ele é muito, muito duro de se finalizar ou nocautear. Mas agora tudo é diferente porque se trata da categoria de peso do Anderson Silva. Eu acredito que Nick Diaz errou ao aceitar essa luta (contra Anderson) no peso médio ao invés do peso combinado, que eu acho que seria mais justo”, disse GSP, em entrevista ao novo podcast do ex-lutador Chael Sonnen.

Em seguida, o canadense aconselhou Anderson e lembrou sua própria experiência em combate contra Diaz para apontar o que o brasileiro deve evitar. “Ele é um lutador muito, muito inteligente. Sua imagem e o personagem que é, são muito inteligentes. Meu plano de jogo quando lutei com ele foi não cair nisso, porque era importante. Se eu caísse na dele e entrasse em um festival de pancadaria, teria sido sua luta. Eu poderia ter lutado a sua luta e ele provavelmente venceria. Você sabe, ele é um cara agressivo, então nessas situações é quando ele se dá melhor”, analisou.

Aos 33 anos, Georges St. Pierre tem um cartel profissional de 25 vitórias e duas derrotas. O canadense se afastou por tempo indeterminado do MMA no fim do ano passado, após defender seu cinturão pela nona vez consecutiva, e desde então tem sido fortemente ligado a especulações sobre sua possível volta ao esporte, algo que até o momento jamais saiu do papel.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments