XFC recebe aval de Wanderlei Silva e quer promover luta contra Sonnen no Brasil

Brasileiro foi comentarista da sétima edição do evento no país e recebeu proposta do presidente da organização

Wand (dir.) e Sonnen (esq.) deveriam ter se enfrentado no UFC após treinarem o TUF.  Foto: UFC

Wand (dir.) e Sonnen (esq.) deveriam ter se enfrentado no UFC após treinarem o TUF. Foto: UFC

Durante o primeiro semestre de 2014, o duelo entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen foi uma das lutas de MMA mais aguardadas pelos fãs brasileiros. Porém, após uma série de problemas nos exames antidoping, o duelo dos técnicos do TUF Brasil 3 acabou não acontecendo e os rivais estão hoje aposentados. Mas, quem diria, o aguardado duelo planejado para o octógono do UFC pode agora acontecer em outra casa: o XFC. A proposta foi feita pelo presidente da organização Myron Molotky durante a sétima edição do evento, realizada no último fim de semana, e que contou com Wanderlei como comentarista oficial.

“Acha uma boa, Wanderlei? Gostaria que fizesse essa despedida aqui na nossa organização, já que se trata de um dos maiores que já houve na história do MMA”, perguntou o dirigente, que ouviu posteriormente de Wand que ele está parado “neste momento” e que “nunca se sabe” se a volta aos ringues é possível. Porém, ao ser questionado sobre a chance de finalmente enfrentar Chael Sonnen no hexágono do XFC, o “Cachorro Louco” abandonou o tom evasivo e foi direto em sua resposta. “Se ele aceitar, por que não? Estou aqui. Vem que tem! (Sonnen) Treine, essa vai acontecer”, desafiou.

Apesar da boa vontade de Wanderlei, é bastante improvável que o duelo entre ele e Chael Sonnen realmente chegue a se concretizar. No momento, o norte-americano cumpre uma suspensão de dois anos imposta pela Comissão Atlética de Nevada. A mesma entidade, baniu Wand pelo resto da vida das lutas no estado e, mesmo que as decisões do órgão de Las Vegas não possuam abrangência global, suas deliberações costumam ser acatadas por outras Comissões Atléticas – ou pelo menos pesar no rigor de suas avaliações.

Além disso, mesmo aposentados, tanto Wanderlei Silva quanto Chael Sonnen possuem contratos com o UFC e teriam que ser liberados pela organização pra atuar em um evento rival. Dada a grandeza de uma hipotética luta entre o brasileiro e o norte-americano, fica difícil imaginar que Dana White & cia deem essa colher de chá para a concorrência.

Aos 38 anos, Wanderlei Silva tem um cartel de 35 vitórias, 12 derrotas, um empate e uma luta sem resultado. Ex-campeão dos médios do extinto PRIDE, o “Cachorro Louco” fez sua última luta profissional em março de 2013, quando venceu Brian Stann na luta principal do UFC on FUEL TV 8. Oficialmente aposentado, o brasileiro foi ligado recentemente a outra especulação sobre seu retorno, em um combate contra o ex-UFC Phil Baroni na véspera do ano novo no Japão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments