Em busca de nova chance pelo título, Durinho promete estratégia violenta sobre rival no UFC 299

Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, brasileiro destaca necessidade de impressionar organização; atleta enfrenta Jack Della Maddalena neste sábado (9)

Escalado para retornar ao octógono neste sábado (9), Gilbert Durinho expressa confiança para confronto contra Jack Della Maddalena. Em busca de alcançar nova disputa pelo título dos meio-médios (até 77,1kg.) o brasileiro reconheceu necessidade em realizar performance de gala sobre o australiano para aumentar as chances de alcançar o cinturão da categoria.

Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, Durinho falou sobre seu processo de recuperação após lesão no ombro; demonstrou respeito pelas habilidades de Jack; destacou importância de uma atuação agressiva e abriu as portas para confrontos contra parceiros de treino.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Como assistir o UFC 299. Foto: Reprodução/Twitter/@ufc
durinho-ufc287

“Foi complicado no começo, principalmente depois que tinha acabado de perder a luta e queria melhorar logo, tentar lutar de novo, queria arrumar uma revanche e não podia. Foi uma situação delicada, uma recuperação longa de fisioterapia. Foi bom , viajei bastante e pude ficar mais com a família, participar mais, ser um pai bem presente sem desculpa de ter que ir pro treino e para lugar nenhum. Pelo lado espiritual também (…) o ombro recuperou 100%”, disse Durinho.

G. Durinho lesionou o ombro em duelo contra B. Muhammad (esq). Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Convite para enfrentar Jack Della Maddalena

“Foi a primeira e única (opção dada pelo UFC). Perguntei se eles tinham certeza que eu lutasse com esse cara e eles falaram que queriam, então falei ‘fechou, então. Bora’. Ele é um cara duríssimo, tem o boxe muito bom, está com vitórias seguidas, seis no UFC, 16 no total. Tem nocaute, finalização, tem a mão pesada e vai querer colocar aquele jogo de boxe em cima de mim. Gostei da luta, vai ser um lutão”

O que esperar de Gilbert Durinho no UFC 299

“Podem esperar uma mistura (agressividade e estratégia). Vou entrar para acabar com a luta. Eu sempre falo isso, mas tem vezes que é difícil. Tipo contra o (Jorge) Masvidal. Ele estava perigoso. Essa luta eu vou arriscar mais, essa eu quero acabar mesmo. Vou estar agressivo, mas ao mesmo tempo quero lutar inteligente. O objetivo é finalizar esse cara. Ou um ground and pound ali, um nocaute técnico por cima (…) quero trabalhar o jogo de amassar bastante ele, para acabar com a luta. Não quero só ganhar, estou com 37 anos, entre os mais velhos. Tenho que me apresentar bem. Tenho que ir lá e acabar com ele no primeiro ou segundo round”

J. Della Maddalena (foto) enfrenta G. Durinho no UFC 299. Foto: Reprodução/Instagram @jackdellamaddalena

Duelo contra parceiros de treinos

“Não quero desprezar o Jack, porque acho que ele é um cara duríssimo. Mas ganhando bem dele, eu quero alguém do top 5, alguém que me dê uma vaga para lutar pelo cinturão. Esse é o objetivo sempre. Esses dois estão na lista (Kamaru Usman e Shavkat Rakhmonov). A gente já conversou sobre isso, sabemos que podem nos colocar para lutar a qualquer momento. Se for para contender número um, que quem ganhar luta pelo cinturão ou pelo cinturão (direto), a gente vai lutar. Essa é a conversa com todos eles”

Leia Mais sobre: , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88