Em novo vídeo divulgado, Wanderlei Silva pede pelo fim do monopólio do UFC

Brasileiro critica situação dos lutadores e dispara contra os dirigentes ‘almofadinhas’: ‘Isso vai mudar’

Wand (foto) fez novas críticas ao Ultimate. Foto: Reprodução/YouTube

Wand (foto) fez novas críticas ao Ultimate. Foto: Reprodução/YouTube

Wanderlei Silva voltou a disparar contra os dirigentes do UFC e criticou a situação na qual se encontram os lutadores contratados pela maior organização de MMA do planeta. Em novo vídeo divulgado em seu canal no YouTube, o aposentado lutador voltou a afirmar que os atletas são as verdadeiras estrelas do esporte e, por isso, deveriam ter um melhor tratamento por parte de seus patrões.

Mesmo sem citar nenhum nome durante todo o vídeo, Wand fez ataques claros aos dirigentes do UFC. “Quem são vocês? Você é o cara que monta o octógono, que coloca a luz, que faz a propaganda. Não é você que coloca a cara para bater lá. Você não pode falar nada, você não pode falar do guerreiro. Quem dá o sangue é quem pode falar de sangue. Você é almofadinha”, disparou o ex-campeão do PRIDE. “Mas isso vai mudar. Se não mudar, vocês [dirigentes] mesmos vão sentir na parte que mais dói, que não é o coração, porque coração vocês não têm: é no bolso. Esse é o único lugar que dói em vocês.”

O brasileiro disse que os atletas que estão atualmente contratados pelo UFC não podem lutar por melhores condições para não colocar o emprego em risco. Por isso, ele defende o fim do monopólio do UFC sobre seus lutadores. “Quem vai falar a verdade? Se o cara fala a verdade, ele é demitido na hora. E daí? Com esse monopólio, o cara não tem para onde correr. Temos que abrir o jogo, libertar os lutadores. Temos que libertar os lutadores para lutarem onde quiser, não só para uma organização”, continuou. “Eu estou aqui para brigar pelos nossos direitos. Infelizmente eu não vou poder colher os frutos do que eu estou pleiteando, mas estou me levantando pelo esporte, por uma causa. Se a gente não se levantar, quem vai se levantar pela gente?”, perguntou.

Por fim, Wanderlei voltou a usar como exemplo o campeão dos penas do UFC, José Aldo, que constantemente se queixa publicamente do salário que recebe na organização. “Um dos melhores lutadores peso por peso, que acabou de defender o cinturão, que lutou descontente com o que está ganhando, encheu o Maracanãzinho [na luta contra Chad Mendes]. Todo mundo pagando pay-per-view. Quanto que esse evento não gerou em cima dessa luta? E ele não estava satisfeito com o que estava ganhando”, continuou.

Aos 38 anos de idade, Wanderlei Silva se aposentou recentemente do MMA após se envolver em uma grande confusão com um exame antidoping no primeiro semestre. O lutador, que enfrentaria Chael Sonnen em julho, se recusou a fazer um exame surpresa exigido pela Comissão Atlética de Nevada, pois, na época, estava tomando diuréticos para corrigir uma lesão. A substância é proibida pelos regulamentos antidoping.

Com isso, Wand foi banido de forma vitalícia de lutar sob a supervisão da Comissão de Nevada, o que inclui a cidade de Las Vegas, principal cidade das lutas nos Estados Unidos.

Confira o vídeo divulgado por Wanderlei Silva:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments