UFC 181: Com duas disputas de cinturão, PPV não terá brasileiros pela primeira vez em 18 eventos

Hendricks x Lawler e Pettis x Melendez encabeçam a noite de lutas; último card sem lutadores do Brasil foi o UFC 161, em junho de 2013

Hendricks x Lawler (esq.) e Pettis x Melendez (dir.) são as lutas principais do UFC 181. Foto: Produção Super Lutas (Divulgação)

Hendricks x Lawler (esq.) e Pettis x Melendez (dir.) são as lutas principais do UFC 181. Foto: Produção Super Lutas (Divulgação)

Neste sábado (05), o Mandalay Bay, em Las Vegas (EUA), recebe o último evento do Ultimate em pay-per-view de 2014: o UFC 181. Com duas disputas de cinturão – Anthony Pettis x Gilbert Melendez nos leves e Johny Hendricks x Robbie Lawler nos meio-médios -, o card será o primeiro PPV a não contar com brasileiros em sua programação desde o longínquo UFC 161, nada menos do que 18 eventos deste tipo atrás.

Veja Também

Pesagem do UFC 181 tem confusões, ‘selfie’ na encarada e disputas de cinturão confirmadas
Vídeo: Em novo comercial, Anderson Silva ‘sai do fundo do poço’ para retorno ao UFC
Browne se diz grato por derrota para Werdum: ‘Mostrou buracos em meu jogo’
Melendez vê luta com Pettis como decisiva para sua carreira: ‘Pode ser minha última chance’
Anthony Pettis explica declaração sobre Anderson Silva: ‘Eu nunca o desrespeitaria’

Ao todo, subirão ao octógono montado no cassino e hotel 22 lutadores, 21 norte-americanos e um jamaicano. Da última vez em que não houve nenhum lutador tupiniquim no card, em junho do ano passado, houve maior diversidade de nacionalidade, com norte-americanos, canadenses, britânicos, croatas e até um haitiano divididos pelos combates da programação.

A ausência de brasileiros no card do UFC 181, no entanto, só ficou definida no último dia 22 de setembro. Até a data, Vitor Belfort enfrentaria Chris Weidman pelo título dos pesos médios na luta principal da noite, mas o campeão acabou se lesionando e o duelo foi adiado para fevereiro do ano que vem.

Hendricks e Lawler fazem revanche pelo cinturão dos meio-médios

Em março deste ano, após cinco anos em posse do canadense Georges St. Pierre, o cinturão dos meio-médios finalmente teria um novo dono. Com o afastamento de GSP do MMA por tempo indeterminado, Johny Hendricks e Robbie Lawler foram convocados para disputar o título vago. Na luta principal do UFC 171, a dupla protagonizou uma batalha acirradíssima, para muitos forte candidata a “Luta do ano de 2014”, vencida por Hendricks em decisão unânime dos juízes (REVEJA A LUTA AQUI). Agora, quase nove meses depois, os dois se reencontram novamente lutando pelo posto de campeão da divisão até 77 kg.

Mas os dois rivais chegam ao duelo deste sábado (06) em situações bem diferentes. Enquanto Lawler derrotou Jake Ellenberger e Matt Brown após o revés de março para garantir-se novamente como desafiante, Hendricks não luta desde o primeiro encontro entre eles devido a lesões no bíceps e na canela.

Mas nem mesmo isso diminui a expectativa para outra luta movimentadíssima e com muita trocação. Apesar do passado de Hendricks no wrestling, o campeão não tem o histórico de se furtar da luta em pé e é reconhecido por sua esquerda que já levou diversos adversários à lona. Lawler, por sua vez, é famoso por seu boxe e kickboxing e tem em seu retrospecto quase 80% de suas vitórias por nocaute ou nocaute técnico.

Pettis defende seu título pela primeira vez contra Melendez

A luta co-principal da noite é um dos combates anunciados com maior antecedência da história. O duelo entre o campeão dos leves Anthony Pettis e o desafiante Gilbert Melendez foi confirmado em fevereiro deste ano, juntamente com a escalação da dupla para as funções técnicas do TUF 20. O confronto marca a primeira defesa de título de Pettis, que faturou o cinturão no ano passado ao vencer Ben Henderson.

Conhecido por seus golpes espetaculares, com destaque para o memorável “Showtime kick” (em que andou pela grade andes de acertar um chute alto no extinto WEC), Pettis vem de quatro vitórias consecutivas. Já Melendez, vem de triunfo contra Diego Sanchez, após a controversa derrota para Ben Henderson. O companheiro de treinos de Nick e Nate Diaz garantiu o posto de desafiante depois de uma longa renovação contratual com o UFC, que cobriu uma proposta do rival Bellator para segurá-lo na organização.

Confira abaixo o card completo do UFC 181:

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Johny Hendricks x Robbie Lawler;

Peso leve (até 70,3 kg): Anthony Pettis x Gilbert Melendez;

Peso pesado (até 120 kg)Travis Browne x Brendan Schaub;

Peso pesado (até 120 kg): Todd Duffee x Anthony Hamilton;

Peso leve (até 70,3 kg): Tony Ferguson x Abel Trujillo.

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,2 kg): Urijah Faber x Francisco Rivera;

Peso médio (até 84 kg): Eddie Gordon x Josh Samman;

Peso meio-pesado (até 93 kg): Corey Anderson x Justin Jones;

Peso galo (até 61,2 kg): Raquel Pennington x Ashlee Evans-Smith;

Peso galo (até 61,2 kg): Matt Hobar x Sergio Pettis;

Peso pena (até 66 kg): Clay Collard x Alex White.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments