St. Pierre comemora novas ações antidoping do UFC: ‘Um grande passo’

Canadense viu com bons olhos a expansão do número de testes surpresa realizados, bem como o aumento das punições aplicadas

GSP (foto) deverá voltar aos treinos em outubro, embora ainda de forma moderada. Foto: Josh Hedges/UFC

GSP (foto) foi às redes sociais comentar novo programa de combate às PEDs. Foto: Josh Hedges/UFC

Desde que se afastou do MMA por tempo indeterminado, Georges St. Pierre se tornou um dos principais porta-vozes da cruzada contra o uso de substâncias ilegais no esporte. Por isso mesmo, tão logo tomou conhecimento da nova política antidrogas do UFC, anunciada em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (19), GSP veio a público comemorar o pacote de medidas, que inclui o aumento substancial no número de testes e maior rigor nas punições para atletas pegos.

Veja Também

Contra doping, UFC anuncia mais testes surpresa e suspensões de até quatro anos
Dana White compara doping de Anderson Silva com o de Lance Armstrong, mas não descarta retorno
Entenda o que muda no caso de Anderson Silva após novo doping e suspensão temporária

“Estou muito feliz por ficar sabendo que o UFC ter anunciado um novo programa completo de teste contra drogas para aumento de desempenho (PEDs). Claramente, é um grande passo para nosso esporte. Mal posso esperar para ter mais detalhes sobre o protocolo, os testes por uma empresa terceirizada e as novas sanções”, publicou o canadense em seu perfil oficial no Twitter.

Com um cartel de 25 vitórias e apenas duas derrotas. Georges St. Pierre, de 33 anos, se afastou do MMA no fim de 2013, após defender seu cinturão pela nona vez consecutiva diante de Johny Hendricks. Entre as principais justificativa apresentadas pelo ex-campeão na época estava justamente seu descontentamento com a política antidoping praticada.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments