Vitória de Serginho e nocaute fulminante marcam card preliminar do UFC na Polônia

Brasileiro, que ficou todo ano de 2014 sem lutar, bateu Mickael Lebout; Leon Edwards nocauteou Seth Baczynski em apenas 8 segundos

Serginho (dir.) conseguiu sua terceira vitória no UFC. Foto: Josh Hedges

Serginho (dir.) conseguiu sua terceira vitória no UFC. Foto: Josh Hedges

Veja Também

Cro Cop vinga nocaute sobre Gabriel Napão na estreia do UFC na Polônia

Sem lutar durante todo o ano de 2014, Serginho Moraes se no UFC Fight Night 64, evento realizado na tarde deste sábado (11), na Polônia, disposto a manter o bom momento que viveu em 2013. O paulista, campeão mundial de jiu-jitsu, se arriscou na luta em pé e, mesmo com alguma dificuldade, conseguiu bater o francês Mickael Lebout na decisão unânime dos juízes.

A luta

Conhecido mundialmente por seu jogo de solo, Serginho Moraes tentou aprimorar seu jogo no período que ficou afastado. Treinando com André Dida em Curitiba, o paulista começou a luta contra Mickael Lebout na média distância. O francês, por sua vez, preferia não se arriscar e esperava a ação do brasileiro para jogar no contragolpe. Como Moraes não abriu o jogo, o lutador europeu conseguiu conectar apenas alguns jabs.

No segundo round, Serginho voltou melhor. Mesmo sem tentar levar a disputa para o solo, ele buscou alguns socos em busca de atordoar o rival. Lebout, controla a distância, mas não era perigoso.

Com a disputa equilibrada, Serginho resolveu levar o combate para o solo no terceiro assalto. Com mais de três minutos por cima, o tricampeão mundial de jiu-jitsu fez jus ao título. O brasileiro passou a guarda, montou e esteve perto de encerrar a disputa com um mata-leão, mas sem sucesso. Apesar disso, o bom momento serviu para garantir a vitória na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28).

Nocaute relâmpago

Na última luta do card preliminar um recorde esteve próximo de ser quebrado. O inglês Leon Edwards não perdeu tempo para estudos e com um soco de esquerda nocauteou Seth Baczynski em apenas oito segundos. A vitória foi a segunda mais rápida da história do UFC, ficando atrás apenas da vitória de Duane Ludwig, que venceu Johnathan Goulet em apenas seis segundos

Confira abaixo os resultados do UFC Fight Night 64 – Napão x Cro Cop

CARD PRINCIPAL

Mirko Cro Cop derrotou Gabriel Napão por nocaute técnico no R3;

Jimi Manuwa x Jan Blachowicz  na decisão unânime dos juízes;

Pawel Pawlak derrotou Sheldon Westcott  na decisão unânime dos juízes;

Maryna Moroz finalizou Joanne Calderwood com um arm-lock a 1m30s do R1;

CARD PRELIMINAR

Leon Edwards derrotou  Seth Baczynski por nocaute a 8s do R1;

Bartosz Fabinski derrotou Garreth McLellan na decisão unânime dos juízes;

Serginho Moraes derrotou Mickael Lebout na decisão unânime dos juízes;

Yaotzin Meza derrotou Damian Stasiak na decisão unânime dos juízes;

Anthony Hamilton derrotou  Daniel Omielanczuk na decisão unânime dos juízes;

Aleksandra Albu finalizou Izabela Badurek com com uma guilhotina a 3m34 do R2;

Steven Ray derrotou Marcin Bandel por nocaute técnico a 1m35s do R2

Taylor Lapilus derrotouRocky Lee na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27).

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments