Lutadores do UFC Goiânia não se submeteram a nenhum teste antidoping surpresa

Comissão Brasileira revela que único teste a ser feito é de urina e que será realizado na noite dos combates

Condit (esq.) e Pitbull (dir.) frente a frente pela primeira vez. Gaspar Nobrega/Inovafoto

Condit (esq.) e Pitbull (dir.) fazem a luta principal do UFC Goiânia. Gaspar Nobrega/Inovafoto

O UFC e a Comissão Atlética de Nevada recentemente adotaram medidas de olho no combate ao doping no MMA. No entanto, o próximo evento a ser realizado pela maior organização do planeta mostra que a luta contra substâncias proibidas ainda tem um longo caminho pela frente.

Veja Também

Comissão reforça políticas antidoping e define punições severas a atletas flagrados
Mayweather e Pacquiao passaram por pelo menos oito testes de doping antes da ‘luta do século’
Comissão de Nevada adia mais uma vez julgamento de Anderson Silva por caso de doping

De acordo com informações do site norte-americano “MMA Junkie”, todos os 22 lutadores que participarão do UFC Fight Night 67, em Goiânia (GO), não se submeteram a um exame antidoping sequer no período de treinamentos. A Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) revelou que os testes serão feitos somente na noite de lutas, com os atletas fornecendo amostras de urina.

Nos eventos que são realizados em Las Vegas (EUA), com chancela da Comissão de Nevada, alguns atletas do card frequentemente passam por exames no período de treinamento. Foi em um deles que Anderson Silva foi flagrado com anabolizantes na época de sua luta contra Nick Diaz, em janeiro.

No início deste ano, o UFC anunciou que, a partir de julho, irá submeter todos seus atletas a exames antidoping surpresa. De setembro em diante, a Comissão de Nevada irá impor punições severas a atletas flagrados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments